black friday consumo consciente
Foto: Pixabay
- Publicidade -

As mudanças climáticas e os impactos ambientais causados pela humanidade no planeta estão cada vez mais evidentes e ganharam ainda mais espaço no início de novembro, com a COP26. Realizada em Glasgow, na Escócia, a conferência do clima foi definida pelo Secretário Geral da ONU, António Guterrez, como a “última oportunidade de, literalmente, inverter a maré”.

As consequências da crise climática envolvem muito mais do que a variação das temperaturas. Além do aumento do nível dos oceanos, haverá prejuízos para a produção de alimentos, desertificação de grandes áreas do planeta, redução na disponibilidade de recursos naturais e aumento no número de desastres naturais, ameaçando diversas espécies, incluindo a nossa.

As emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) são as principais causas do aquecimento global que, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), pode gerar um aumento de 3ºC na temperatura terrestre até o final do século, caso as emissões sigam no ritmo em que estão.

- Publicidade -

Infelizmente, a conferência dos líderes mundiais para reverter este cenário deixou a desejar e muita gente se pergunta como pode contribuir de uma maneira positiva para reverter este cenário tão grave.

Por uma coincidência, o mês que começou com a COP26 vai terminar com uma data que estimula o consumismo que, em boa parte, contribui para as mudanças climáticas. A famosa Black Friday está marcada para o dia 26 de novembro de 2021, mas já vem sendo alardeada há um bom tempo.

Neste momento, em que a tentação de comprar é estimulada por promoções “imperdíveis” é sempre bom lembrar que podemos reduzir a pegada ecológica em nível individual. Na época de maior aquecimento nas vendas, o consumo consciente precisa falar mais alto.

Black Friday Consciente

black friday consumo consciente
Foto: Pixabay

Além do seu dinheiro, as suas compras consomem recursos naturais e têm impactos ambientais que vão desde a fabricação e transporte dos produtos até a geração de resíduos. Todas as etapas para que um item chegue até você têm um custo, para o planeta e para o seu bolso!

Para não cair em armadilhas e acabar comprando o que não precisa de verdade, seguem algumas dicas para manter o equilíbrio e as economias na Black Friday 2021:

1. Faça uma lista do que realmente precisa

Antes de checar as ofertas, estabeleça o que é necessário para você. Ao colocar suas prioridades em uma lista fica mais fácil manter o foco e se afastar das “melhores ofertas” de produtos que não são indispensáveis.

2. Analise a necessidade de cada um deles

Pegue sua lista e se pergunte: por que eu preciso deste produto? Muitas vezes confundimos vontade e necessidade, principalmente quando somos bombardeados pela publicidade e promoções tentadoras.

3. Se pergunte se cabe no orçamento

Uma ótima forma de reduzir as compras por impulso é se programar financeiramente. Coloque no papel quanto cada compra vai efetivamente custar e avalie estes valores de acordo com o que você pode, ou deve, gastar.

4. Analise criticamente a importância do produto listado

Imagine-se com o produto e visualize os seus dias com ele: quando vou efetivamente usar? Para que o investimento valha a pena, o uso deve ser constante e trazer benefícios maiores do que o custo deste item – que incluem o dinheiro que você e o impacto ambiental que o produto gerou.

5. Se ainda precisar comprar, não esqueça de neutralizar o impacto ambiental

Você sabia que pode financiar projetos ambientais com as suas compras online sem pagar nada a mais por isso? A ZeroCarbon é uma ferramenta gratuita de neutralização dos impactos ambientais das compras online. Quando você compra através do site, a loja que você escolhe paga uma comissão pela venda para a ZeroCarbon. Esse dinheiro é investido em ações ambientais por meio da compra de créditos de carbono. Ao final da sua compra você vai receber o seu certificado de neutralização com os créditos de carbono correspondentes!

Kit Lixo Zero

black friday consumo consciente
Imagem: Divulgação | Zero Carbon

Para neutralzar o máximo de compras possível, a ZeroCarbon vai presentear os 20 primeiros compradores com um kit lixo zero exclusivo, que vem com talheres, copo de silicone, guardanapo de papel e canudo reutilizável, para você levar com você e nunca mais precisar usar descartáveis!

Vai participar? Não esquece de enviar uma mensagem no direct da ZeroCarbon avisando da sua participação!! @zerocarbon.brasil

Passo a passo para neutralizar suas compras online

A ZeroCarbon é uma startup que neutraliza o impacto ambiental das compras online por meio da emissão de certificados de créditos de carbono, lastreados pela ONU – sem custos para o consumidor.

black friday consumo consciente
Imagem: Divulgação | Zero Carbon

Como se faz?

1. Acesse o http://www.zerocarbon.com.br e faça o login;

2. Escolha uma loja conveniada e faça a compra;

3. Ao realizar a compra pelo site, a loja avisa a ZeroCarbon;

4. A ZeroCarbon compensa o impacto ambiental da compra com créditos de carbono.

A empresa apoia projetos que reduzem a emissão de CO2 equivalente, como reflorestamento e fontes de energia limpa, e auxilia os consumidores a neutralizarem sua pegada de carbono. O serviço não tem custos para o consumidor, bastando apenas que ele chegue até as lojas conveniadas através do site http://www.zerocarbon.com.br.

Sustentabilidade acessível

Para Douglas Vieira, CEO da ZeroCarbon, a startup é uma forma de fomentar a sustentabilidade na vida das pessoas. “Sempre fiquei muito incomodado com os impactos que estava deixando no mundo. Um belo dia fui calcular quanto eu poluo e fiquei impressionado, cada pessoa polui, em média, 10 toneladas de carbono por ano” relembra ele.

“Decidi comprar créditos de carbono para neutralizar meu impacto, mas fiquei surpreso com o valor, gastei mais de mil reais! Então comecei a pensar como poderia fazer isso de forma mais acessível para os outros. Foi aí que tivemos a ideia da ZeroCarbon, que faz isso de graça para o cliente. Já compensamos mais de 60 mil quilos de carbono e nosso objetivo agora é chegar nos 60 mil por dia”, conta Douglas.

black friday consumo consciente

Mercado de Carbono

O mercado de carbono foi instituído pelo Protocolo de Quioto, a partir do comprometimento dos países com maior parcela de emissões de GEE em reduzir a poluição. O Protocolo regulamentou limites de emissão de GEE, sendo que as empresas menos poluentes podem comercializar créditos de carbono com aquelas que não conseguirem atingir sua meta. De forma simplificada, quem polui compra de quem não polui e os certificados podem ser comercializados entre pessoas ou empresas.

A ZeroCarbon, então, adquire créditos de carbono de projetos que reduzem as emissões de dióxido de carbono equivalente – uma medida que quantifica todos os Gases de Efeito Estufa em toneladas de CO2 – calcula a quantidade de CO2 emitida na produção de cada produto e gera o certificado para o consumidor final, atestando quantos quilos de CO2 equivalente foram neutralizados. Uma forma simples de ajudar o meio ambiente, sem custos para o consumidor.

- Publicidade -