As árvores têm papel fundamental para neutralizar parte da emissão de gases poluentes. Para ajudar a diminuir esses efeitos, personagens da Turma do Chico Bento do desenhista Mauricio de Sousa se reuniram com a Turma da Árvore. Agora, é possível plantar sua própria árvore e acompanhar on-line todo o processo, desde a germinação até o plantio e crescimento. O projeto é da UpWiki Sistemas Inteligentes e NDDigital, com apoio da Mauricio de Sousa Produções (MSP).

A Turma da Árvore se alinha à proposta da ONU, chamada “Transformando Nosso Mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”, na qual reúne empresas e pessoas comprometidas a cumprir algumas metas. Com esse novo projeto, a MSP e as empresas parceiras têm como objetivo proporcionar, de forma lúdica por meio da Turma do Chico Bento, educação para o desenvolvimento, adoção de estilo de vida sustentável, deter o desmatamento, restaurar florestas degradadas e aumentar substancialmente o plantio de árvores.

Na primeira fase do projeto, a área disponível para plantio é de 1500 hectares inicialmente, com estrutura preparada para o plantio de 3.000.000 unidades. Dentre elas, algumas ameaçadas de extinção, tais como o pinheiro brasileiro que é protegido por lei. Outras informações no site.

“Este número de árvores plantadas significa neutralizar aproximadamente 39.900 TON/ano e 319.200 TON de CO² em oito anos. Iniciativa inédita no País e lembrando que a capacidade de plantio é muito superior a 3.000.000 de árvores”, declara o vice-presidente da NDDigital, Alessander Comandolli.

Pelo site ou o aplicativo da Turma da Árvore, depois do plantio, os participantes poderão calcular a quantidade de CO² que estarão compensando. E se quiserem, ainda poderão responder a um quiz para saber qual espécie mais combina com sua personalidade além de acompanhar on-line, com câmeras no “berçário” (viveiro onde são feitos o plantio, irrigação e manejo das mudas).

O desenvolvimento das árvores poderá ser acompanhado também através de fotos georreferenciadas, feitos a cada três meses depois da adoção da árvore.

Os participantes também poderão fazer visitas programadas às fazendas e verificar “in loco” o desenvolvimento das suas árvores.

 

Além do plantio, o usuário contará com conteúdo exclusivo pelas plataformas digitais da Turma da Árvore, nas quais poderá acessar dicas e informações para adotar ações mais sustentáveis, bem como informações de como reduzir emissão de carbono.

Para a sustentação do projeto, será cobrada uma taxa de manutenção mensal, por árvore, que varia de acordo com a espécie.

Nessa primeira fase, o plantio das três milhões de árvores será feito em Santa Catarina. Nas etapas seguintes serão feitos plantios semelhantes em outros estados do país.

Todas as etapas do plantio e manejo estão dentro dos conceitos da Forest Stewardship Council (FSC), e contam com a infraestrutura de tratores, drones, georreferenciamento individual de cada árvore, suporte técnico especializado e pessoal treinado. O projeto Turma da Árvore segue ainda os padrões do Conselho Brasileiro de Manejo Florestal (CBMF).