Os europeus estão levando os investimentos em estrutura cicloviária bem a sério. Após o anúncio de que a Noruega vai investir quase um bilhão de dólares em super-ciclovias, foi a vez da Hungria mostrar que também está neste mesmo embalo. O país pretende investir 95 milhões de euros em ciclovias.

O projeto foi anunciado pelas autoridades húngaras, que garantem que o desenvolvimento do ciclismo no país está entre as prioridades políticas. Os principais investimentos serão ligados às rotas cicloturísticas que ligam países europeus.

Duas rotas terão prioridade: A EuroVelo6, que liga o Oceano Atlântico ao Mar Negro, e a EuroVelo 11, que passa pelo leste europeu e são duas das principais cliclorrotas de longa distância da Hungria. A ideia é melhorar as condições dessas pistas, para atrair mais turistas e incentivar os próprios moradores locais a usarem as estruturas para viagens, lazer ou locomoção diária entre cidades.

Alguns trechos serão construídos do zero, com as obras começando imediatamente, outros estão me fase de projeto e ainda passam por aprovações para que comecem a ser edificados.

As autoridades húngaras também se comprometeram com uma renovação completa das sinalizações nas ciclovias locais.

Redação CicloVivo