horta comunitária cisternas
Foto: Habitat para a Humanidade Brasil
- Publicidade -

Quatro mini cisternas foram instaladas na horta comunitária da Ocupação 9 de Julho, na Bela Vista, região central de São Paulo. A ação, desenvolvida pela Habitat para a Humanidade Brasil, vai melhorar o desempenho da horta, que sofre com a falta de abastecimento, principalmente em momentos de escassez hídrica. 

A horta comunitária foi retomada durante a pandemia, em outubro de 2021, e fornece ingredientes para a preparação de refeições produzidas na cozinha coletiva do prédio de 14 andares em um dos bairros mais conhecidos de São Paulo.

horta comunitária cisternas
Foto: Habitat para a Humanidade Brasil

A Ocupação 9 de Julho abriga mais de 600 moradores e promove ações locais em busca de melhorias na moradia. Com os legumes e vegetais, são produzidas quentinhas distribuídas para moradores e comercializadas, com venda revertida em adequações habitacionais.

- Publicidade -
horta comunitária cisternas
Foto: Habitat para a Humanidade Brasil

É da mesma cozinha e da mesma horta, que saem ingredientes utilizados nas 200 marmitas distribuídas quinzenalmente para a população em situação de rua de São Paulo. O espaço abriga ainda atividades para crianças, oficinas de conscientização ambiental e gestão de resíduos.

Alimentação e cidadania

“Temos consciência de que a horta não consegue trazer autonomia alimentar, mas é um complemento de uma alimentação saudável, sem agrotóxicos para aquelas famílias”, explica Edouard Fraipont, militante do Movimento Sem-Teto do Centro (MSTC).

horta comunitária cisternas
Foto: Habitat para a Humanidade Brasil

“O objetivo da Habitat é fornecer água de qualidade para ajudar no abastecimento do complexo 9 de julho. Cada cisterna tem capacidade para armazenar 240 litros de água e vai contribuir para o aumento da produção da horta, que é essencial na vida dos moradores da Ocupação”, afirma o diretor da Habitat Brasil, Mario Vieira.

Desde 2016, o antigo prédio do INSS, na Avenida 9 de Julho, é morada de 125 famílias e se tornou um centro cultural fervilhante da cidade.

horta comunitária cisternas
Foto: Habitat para a Humanidade Brasil

O prédio é um marco na luta por moradia social no Centro, e o MSTC tem empreendido esforços para a valorização do local, acondicionando os espaços às necessidades dos moradores, ao cumprimento da normativa vigente e também para cursos de formação em ofícios, promovendo autonomia via economia criativa, empreendedorismo e geração de renda.

Habitat para a Humanidade Brasil

horta comunitária cisternas
Foto: Habitat para a Humanidade Brasil

Habitat para a Humanidade Brasil é uma organização da sociedade civil que, desde 1992, atua para combater as desigualdades e garantir que pessoas em condições de pobreza tenham um lugar digno para viver.

Presente em mais de 70 países, a organização promove a incidência em políticas públicas pelo direito à cidade e soluções de acesso à moradia, à água e ao saneamento, em articulação com diversos setores e comunidades.

LEIA MAIS:

- Publicidade -