Chineses projetam Eco Resort em entrada de caverna

O escritório de arquitetura Davidclovers, sediado em Hong Kong, foi o responsável pelo projeto do Eco Resort Bama, planejado para ser uma referência chinesa em turismo sustentável.

O escritório de arquitetura Davidclovers, sediado em Hong Kong, foi o responsável pelo projeto do Eco Resort Bama, planejado para ser uma referência chinesa em turismo sustentável. A ideia busca ser bonita esteticamente e também colaborar com a preservação de habitats sensíveis.

O prédio deve ser construído abaixo do nível do solo, com azulejos terracota, que devem escurecer com o tempo. O projeto prevê que a construção seja bem próxima ao rio. Entre os materiais usados está o bambu, considerado ecologicamente correto por ser abundante e absorver grandes quantidades de CO2.

O Resort contará com a cobertura feita em telhado verde, equipado com uma série de claraboias, que permitirão a entrada da luminosidade natural. O jardim superior é o ponto alto na interação entre os turistas e a natureza. O fato de ir até o pé da caverna permite aos visitantes aproveitarem a vista natural e terem contato com os marcos históricos locais.

O hotel também conta com o uso de madeira reciclada e o projeto inclui áreas sensoriais, construídas logo acima do rio. Neste espaço a água, associada às cores do jardim, oferecem um vislumbre de beleza natural aos visitantes, principalmente durante os passeios de barco.

Este mesmo cenário servirá como pano de fundo aos hóspedes que decidirem desfrutar das atividades no spa e das piscinas, que são divididas por tamanho e por níveis de privacidade.

Com informações do ArchDaily.

Redação CicloVivo