- Publicidade -

KLM usa inteligência artificial para reduzir desperdício de alimentos

A companhia aérea consegue reduzir o desperdício a bordo em até 63%

KLM alimentos
Foto: Suhyeon Choi | Unsplash

A KLM, mais antiga companhia aérea comercial ainda em atividade, está usando a tecnologia em favor da redução de desperdício de alimentos a bordo. Por meio da inteligência artificial, a empresa consegue determinar o número de refeições necessárias, sem excedentes.

- Publicidade -

Ainda que a companhia tenha previamente o número de passageiros previstos para o voo, fato é que nem todas as reservas efetuadas são, de fato, confirmadas. Dependendo da classe, segundo a empresa, entre 3 e 5% dos passageiros não comparecem (na hora certa) ao voo.

O modelo de inteligência artificial, batizado de TRAYS, é o primeiro modelo desenvolvido especificamente para as atividades de catering da KLM. O produto prevê o número de passageiros a bordo com base em dados históricos e o “Sistema de Refeições a Bordo” recebe o número esperado de passageiros por voo com previsões separadas para as classes Executiva, Premium Conforto e Econômica.

KLM alimentos
Foto: Lukas Souza | Unsplash

A previsão usando o modelo de IA começa 17 dias antes da partida e continua até 20 minutos antes da partida do voo. Isto significa que é previsto o número de passageiros mais preciso possível para todo o processo de catering, desde a compra até ao carregamento, evitando assim um excedente de refeições.

Uma análise de três meses revela uma redução no desperdício de 63% em comparação com o catering para cada passageiro reservado. A melhoria pode ser observada sobretudo nos voos intercontinentais da KLM a partir de Schiphol (o maior aeroporto da Holanda), onde é evitado jogar fora cerca de 2,5 refeições por voo (1,3 kg). Anualmente, isso equivale a uma poupança de 111 toneladas em refeições em todos os voos da KLM que partem de Schiphol.

- Publicidade -

Tecnologia

O TRAYS foi lançado no final de 2023 pela Kickstart AI – uma iniciativa autônoma, sem fins lucrativos, para acelerar a adoção da inteligência artificial ​​na Holanda.

“Estamos satisfeitos por termos dado uma contribuição valiosa para este importante projeto para a KLM. Nosso objetivo com o Kickstart AI é acelerar a adoção da IA ​​na comunidade empresarial holandesa e esperamos trabalhar em estreita colaboração com as empresas holandesas para que isso aconteça”, diz Sander Stomph, CEO e cofundador da Kickstart AI.

- Publicidade -