Inicio Arquitetura & Design Edifício em SP cria horta subterrânea para aproveitar resíduos orgânicos

Arquitetura & Design

Edifício em SP cria horta subterrânea para aproveitar resíduos orgânicos

Toda a colheita será distribuída aos usuários e chefes de restaurantes do prédio.

7 de junho de 2016 • Atualizado às 09 : 42

A horta produzirá temperos, verduras e ervas. | Foto: Divulgação/Paulo Pampolin

Edifício em SP cria horta subterrânea para aproveitar resíduos orgânicos
17.85K
0

Localizada na Avenida Faria Lima, uma das mais movimentadas da cidade, a horta foi inaugurada no subsolo do Edifício Pátio Victor Malzoni e se aproveita dos resíduos orgânicos gerados no próprio prédio, transformados em adubo por um sistema de compostagem instalado no local. Projetos semelhantes existem apenas em Londres e Tóquio.

A iniciativa faz parte de um programa de gerenciamento de resíduos do condomínio que vem sendo implantado desde outubro de 2015 com o objetivo de diminuir desperdícios e aumentar a conscientização e o envolvimento dos usuários do condomínio para a questão da reciclagem.

Foto: Paulo Pampolin

“Temos três restaurantes funcionando no prédio, o que acaba gerando uma grande quantidade de lixo orgânico. A compostagem foi a solução encontrada para aproveitar esse resíduo, evitando desperdícios”, diz Flávio Engel, gerente de operações prediais da CBRE – administradora do condomínio.

A produção de adubo com lixo orgânico é uma das frentes do projeto, que tem como mote Transformar Espaços e Pessoas. “O que para muitos é lixo, para nós é matéria prima”, diz o engenheiro agrônomo Rui Signori, da consultoria Arueira Ambiental – que está à frente do programa.

A falta do sol no subsolo do prédio é compensada por lâmpadas de LED especiais, de cor azulada, que não emitem calor, ajudam na fotossíntese e possuem efeito semelhante à da luz do dia. A irrigação é feita por um sistema automático instalado em cada caixote de tempero, além de diariamente um funcionário efetuar a limpeza e borrifar manualmente os condimentos.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Inicialmente a horta produzirá alface, ervas e temperos, como hortelã, manjericão, alecrim e tomilho. Depois de colhidos, algumas mudas serão mantidas em um mini expositor refrigerado, semelhante a uma geladeira, onde ficarão disponíveis para usuários e chefes dos três restaurantes do edifício.

Desde sua implantação, o programa EcoMalzoni conseguiu diminuir significativamente o lixo enviado para aterros sanitários. Só em abril, 18 toneladas de resíduos foram enviadas à reciclagem, contra uma média mensal de 1,3 tonelada antes do início do projeto. Já a produção de adubo – que além de tratar a horta é utilizado nos jardins do prédio – totalizou 4,3 toneladas no mês, resultando em 40% de resíduos destinados corretamente.

Redação CicloVivo

(17850)

logo
Fechar
Abrir
logo