Inicio Negócios Rock in Rio terá árvore solar para carregar celulares

Negócios

Rock in Rio terá árvore solar para carregar celulares

Com a OPTree é possível carregar um celular, lâmpadas e até roteadores de internet.

30 de junho de 2017 • Atualizado às 10 : 10

Estas árvores foram pensadas para serem instaladas em áreas públicas. | Foto: Divulgação

Rock in Rio terá árvore solar para carregar celulares
1.30K
0

A Cidade do Rock ganhará árvores espalhadas pelo parque nesta edição. E mais do que isso, entre as plantas, serão colocadas unidades da OPTree, um gerador fotovoltaico em formato de árvore que transforma luz solar em energia elétrica. Para tornar esta ação viável, a organização do festival fechou uma parceria com a Comerc Energia e a Sunew, as empresas que desenvolveram o projeto e as árvores tecnológicas.

A OPTree é um produto que oferece inúmeros benefícios aos usuários, como por exemplo a possibilidade de carregar um celular, lâmpadas e até roteadores de internet. Suas “folhas”, leves, flexíveis e sustentáveis, são produzidas com os Filmes Fotovoltaicos Orgânicos, conhecidos como OPV (Organic Photovoltaics) e que representam a terceira geração de células solares.  As árvores foram desenvolvidas 100% no Brasil e podem ser instaladas em praças públicas, parques, calçadão de praias, jardins de museus, entre outros.

De acordo com a organização do festival, cinco OPTrees serão instaladas — sendo quatro espalhadas pelo parque e uma na área VIP. “Estas árvores foram pensadas para serem instaladas em áreas públicas e, no Rock in Rio, com a energia gerada por elas, reforçamos para o público que é possível, sim, contribuir para o meio ambiente de forma prática e muito simples. Queremos que o mote do Amazonia Live esteja vivo na Cidade do Rock e as OPTrees  traduzem exatamente o olhar que estamos dando à natureza ”, afirma Roberta Coelho, diretora de projetos especiais do Rock in Rio.

O Amazonia Live é o projeto socioambiental do Rock in Rio que visa restaurar mais de 400 hectares de floresta desmatada nas cabeceiras e nascentes do Rio Xingu, entre outras áreas emergenciais. O início do projeto aconteceu em abril de 2016 e o objetivo é que sejam plantadas quatro milhões de árvores até 2019. Todos podem se engajar na causa, saiba mais aqui.

erngiasolar-tree

(1295)

logo
Fechar
Abrir
logo