Inicio Vida Sustentável Paraisópolis ganha horta comunitária com apoio de moradores

Vida Sustentável

Paraisópolis ganha horta comunitária com apoio de moradores

Projeto nasceu para estimular a criação de pequenos espaços verdes dentro das lajes e das casas na comunidade.

6 de junho de 2017 • Atualizado às 15 : 50

O projeto prevê a formação de jovens e mulheres em técnicas de plantio no vaso. | Foto: Divulgação

Paraisópolis ganha horta comunitária com apoio de moradores
1.55K
0

Com a missão de estimular a produção sustentável de hortaliças e promover a alimentação saudável, o Instituto STOP Hunger, mantido pelo Grupo Sodexo, lançou na última semana o projeto Horta na Laje, sediado na União dos Moradores da Comunidade de Paraisópolis.

Com o apoio da Associação das Mulheres de Paraisópolis, do Instituto Escola do Povo e da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis, o projeto prevê a formação de jovens e mulheres em técnicas de plantio no vaso, para que possam desenvolvê-las em suas casas, com o objetivo de garantir a autonomia, do empoderamento e da autorrealização e do estímulo à participação ativa na comunidade.

“Mais do que trabalhar no combate à fome e à má nutrição na comunidade, o projeto pretende dar a oportunidade para que estas pessoas desenvolvam habilidades para plantar, cuidar e semear horta em vaso e/ou em espaços adaptados, a fim de que tenham acesso à alimentos mais saudáveis para consumo próprio e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida”, afirma Fernando Cosenza, presidente do Instituto STOP Hunger.

“O projeto nasceu para estimular, através da educação ambiental, a criação de pequenos espaços verdes dentro das lajes e das casas na comunidade, que podem ser utilizados para produzir alimentos mais saudáveis e criar espaços de interação e lazer para as famílias”, complementa Gilson Rodrigues, presidente do Instituto Escola do Povo.

O projeto Horta na Laje é uma extensão do Programa Hortaliças, uma iniciativa STOP Hunger criada em 2003, em parceria com a Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP, nos campos da instituição em Jaboticabal (desde 2003) e Botucatu (desde 2010). O Programa Hortaliças consiste na criação e cultivo de hortas comunitárias mantidas pelos próprios estudantes da faculdade de agronomia, que recebem uma bolsa de estudo para auxiliar na manutenção do plantio. Por ano, são produzidas mais de 48 toneladas de alimentos, que são doados à 16 organizações beneficientes dessas regiões.

Outras ações do Instituto STOP Hunger

Além do Programa Hortaliças, o Instituto STOP Hunger gerencia outras atividades relacionadas diretamente ao combate à fome e à má nutrição no Brasil, como a Servathon, maratona mundial de doações de alimentos, bem como palestras nutricionais.

Criada nos EUA em 1996 por colaboradores da Sodexo, a Servathon atua com o objetivo de combater a fome e a má nutrição em todo o mundo através do trabalho voluntário para arrecadar alimentos.

Outro projeto do Instituto disponibiliza palestras focadas em nutrição e gastronomia sustentável, para orientar e conscientizar as pessoas atendidas pelas instituições cadastradas no STOP Hunger, sobre meios para uma alimentação saudável e sem desperdício. Mais sobre as iniciativas do Instituto STOP Hunger aqui.

(1548)

logo
Fechar
Abrir
logo