Inicio Desenvolvimento Índice mostra quais são os países mais afetados pelas mudanças climáticas

Desenvolvimento

Índice mostra quais são os países mais afetados pelas mudanças climáticas

As ondas de calor causaram mais de 4.300 mortes na Índia e mais de 3.300 mortes na França em 2015.

9 de novembro de 2016 • Atualizado às 10 : 56

As pessoas estão sofrendo com a falta de proteção e com a gestão insuficiente dos desastres, especialmente nos países pobres. | Foto: iStock by Getty Images

Índice mostra quais são os países mais afetados pelas mudanças climáticas
1.55K
0

A África foi o continente mais atingido pelos eventos climáticos extremos em 2015. De acordo com a 12ª edição do Índice Global de Risco Climático, divulgado durante a COP22, quatro dos dez países mais impactados em nível global são africanos: Moçambique (1°), Malawi (3°), Ghana e Madagascar (ambos 8°).

“As inundações em especial afetaram o continente anfitrião da cúpula climática deste ano”, explica Sönke Kreft, da Germanwatch, principal autor do Índice, durante o evento que acontece em Marraquexe (Marrocos).

As ondas de calor ceifaram mais vidas no ano passado. Mais de 4.300 mortes na Índia e mais de 3.300 mortes na França mostram que tanto os países em desenvolvimento como os desenvolvidos são afetados por temperaturas extremas. Kreft lembra que “O aumento das chuvas mais fortes, das inundações e das ondas de calor é esperado em um mundo de aquecimento”.

As pessoas estão sofrendo com a falta de proteção e com a gestão insuficiente dos desastres, especialmente nos países pobres, destaca Kreft: “A distribuição dos eventos climáticos não é justa. Em 20 anos de análises de extremos climáticos, constatamos que nove dos dez países mais afetados são nações em desenvolvimento pertencentes às categorias de renda baixa ou média-baixa. Geralmente são países com níveis muito baixos de emissões, ou seja, os menos responsáveis pelas alterações climáticas”.  Os países mais atingidos no período 1996-2015 foram Honduras, Mianmar e Haiti.

De 1996 a 2015, houve mais de 530 mil mortes causadas por mais de 11 mil eventos climáticos extremos, bem como cerca de US$ 3,3 trilhões (em paridades de poder de compra, PPP) em danos.

O Índice Global de Risco Climático 2017 está sendo lançado no início da cúpula climática deste ano em Marraquexe, Marrocos. Kreft acrescenta: “Os resultados do Índice Global de Risco Climático nos recordam a importância de apoiar a política de resiliência e de mitigar os efeitos negativos dos eventos climáticos sobre as pessoas e os países”.

Clique aqui para baixar o índice completo.

 

(1553)

logo
Fechar
Abrir
logo