Inicio Desenvolvimento Estudantes no Paraná desenvolvem campanha sobre desperdício de alimentos

Desenvolvimento

Estudantes no Paraná desenvolvem campanha sobre desperdício de alimentos

Anualmente, um terço dos alimentos destinados ao consumo humano são jogados fora.

26 de abril de 2017 • Atualizado às 11 : 24

O desperdício é uma realidade no mundo inteiro e precisa ser encarada como o grande problema que é. | Foto: Imagem: Divulgação

Estudantes no Paraná desenvolvem campanha sobre desperdício de alimentos
1.04K
0

O movimento Slow Food fez uma parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná para criar uma campanha que alerta sobre os males do desperdício de alimentos. Entre as ações, foram desenvolvidos um stop motion e uma série de imagens descontraídas com dados sobre o tema.

O projeto coordenado pela professora Elis Lobo envolve alunos da graduação em design e também um projeto de extensão em fotografia. Ambos trazem dados importantes sobre a causa. Como o fato de, anualmente, um terço dos alimentos destinados ao consumo humano ser jogado fora. Isso equivale a 1,3 bilhões de toneladas que poderiam alimentar tantas pessoas que passam fome.

Imagine que apenas três alimentos descartados já emitem 3,3 milhões de toneladas de gases poluentes de por ano. O desperdício é uma realidade no mundo inteiro e precisa ser encarada como o grande problema que é. A campanha da organização Slow Food Brasil integra as ações para convocar as pessoas para um grande evento que acontecerá em várias partes do mundo no próximo sábado (29).

“Fazendo uso de um dos projetos emblemáticos do Slow Food – a Disco Xepa, nossa ideia é mostrar que todos nós nos importamos com isso, queremos atrair atenção e causar um impacto real sobre esse assunto”, afirma a organização. A Disco Xepa é uma ação em que voluntários são convidados a coletar, higienizar, cortar e cozinhar a “xepa”, ou seja, usar todo o alimento que iria para o descarte por não se enquadrar nos padrões de estética comercial. O movimento já está confirmado em várias cidades, acompanhe aqui.

As peças da campanha podem ser conferidas abaixo:

Redação CicloVivo

(1035)

logo
Fechar
Abrir
logo