Inicio Negócios Conheça os filmes selecionados para o Festival Internacional de Audiovisual Ambiental

Negócios

Conheça os filmes selecionados para o Festival Internacional de Audiovisual Ambiental

A terceira edição do evento exibirá 67 filmes entre longas e curtas metragens.

12 de julho de 2013 • Atualizado às 15 : 27

Conheça os filmes selecionados para o Festival Internacional de Audiovisual Ambiental
2.67K
0

De 30 de agosto a cinco de setembro, acontece no Rio de Janeiro o 3º FILMAMBIENTE, Festival Internacional de Audiovisual Ambiental, que neste ano contempla o tema Do DDT e hormônios à Segurança Alimentar. O evento reúne 67 filmes das mais recentes produções nacionais e internacionais sobre questões ambientais, com o objetivo de provocar debates e contribuir para ampliar o conhecimento e a consciência sobre as mudanças comportamentais necessárias, de governos, empresas e indivíduos, pela preservação da vida no planeta.

A Mostra Competitiva, que será realizada no Espaço Itaú de Cinema – Botafogo (sala 1: às 19h e às 21h), exibirá 12 documentários e 21 curtas-metragens (animações, documentários e ficções), que concorrerem aos prêmios do Júri Popular de Melhor Filme, Júri Oficial de Melhor Documentário, Melhor Curta-metragem e Prêmio de Relevância Jornalística, dado pela RBJA (Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental).

Entre os longas, destaque “Give Us the Money”, que conta a trajetória de luta de Bob Geldorf e de BonoVox em prol do fim da pobreza na África; “Watershed: Exploring a New Water Ethic for a new West”, filme narrado e produzido por Robert Redford,  “Rundskop – Cabeça de Touro”, indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro de 2012, “Caçadores de Frutas” e a ficção “Os Meninos de Kinshasa”, que encerra o festival.

Já entre os curtas, destaque para o brasileiro “Joãozinho, Carne e Osso”, o Italiano “O Cruzeiro da Casca de Banana” e o francês “23”.

Nesta terceira edição, o festival terá cinco Mostras Paralelas:

– Do DDT e Hormônios à Segurança Alimentar (nove filmes);

– Planeta Ultrajado (oito filmes);

– É mesmo só ficção (cinco filmes)

– Agir+Mudar (seis filmes)

– “Carta branca” National Film Board (sete filmes)

As mostras serão exibidas no Instituto Moreira Salles às 16h, 18h e 20h; no Museu do Meio Ambiente (às 13h30 e 15h30) e no Instituto Italiano de Cultura (às 18h30, de segunda à quinta). O Instituto Moreira Salles e o Museu do Meio Ambiente não abrem às segundas-feiras. 

Em parceria com a prefeitura do Rio, a terceira edição do Filmambiente promove sessões na Arena Cultural Chacrinha (Pedra de Guaratiba) e na Nave do Conhecimento (Parque Ecológico de Madureira).

 A Terceira edição do FILMAMBIENTE terá duas comissões julgadoras, para os filmes de longas e curtas metragens.

Filme de abertura

Os Caçadores de Fruta (The Fruit Hunters), de Yung Chang

Canadá, 2012, 94 min, documentário.

Sinopse: Você pode encontrá-los imersos na selva de Borneo, nas montanhas da Úmbria ou mesmo no seu próprio quintal. Eles são os caçadores de frutas, como o ator Bill Pullman, os aventureiros Noris Lederma e Richard Campbell e muitos outros, que viajam pelo mundo com a esperança de localizar e interferir antes que as plantas sejam pasteurizadas pela industrialização. O filme atravessa culturas, história e geografia para mostrar como estamos ligados às frutas que comemos. 

Com presença do diretor Yung Chang

Filme de encerramento

Os Meninos de Kinshasa (Kinshasa Kids), de Mark-Henri Wajnberg

Bélgica, 2012, 85min, Ficção

Sinopse: Em Kinshasa, Congo, cerca de trinta mil crianças são acusadas de bruxaria e expulsas de casa. Vivendo nas ruas, José e seus amigos – todos acusados de serem crianças bruxas – decidem formar uma banda para se proteger da má sorte, com um empresário meio louco chamado Bedson. Juntos, eles vão arrasar em Kinshasa.

Com presença do diretor Mark-Henri Wajnberg

Mostras competitivas:

Longas-metragens documentários

Felicidade… a terra prometida (Happiness… Promised Land), de Laurent Hassel (França, doc)

Vida engarrafada: O Negócio da Nestlé (Bottled Life – Nestlé’s Business with Water), de Urs Schnell (Suíça, doc)

Pedaço de Terra (Little Land), de Nikos Dayandas (Grécia, doc)

Não há lugar distante (No Hay Lugar Lejano), de Michelle Ibaven (México, doc)

Os Caçadores de Fruta (The Fruit Hunters), de Yung Chang (Canadá, doc)

 

Que contarão com a presença de seus diretores e mais:

Mais que Mel (More Than Honey), de Markus Imhoof (Suiça/Alemanha/Áustria, doc)

Cerro Rico, Terra Rica (Cerro Rico, Tierra Rica), de Juan Vallejo (Colombia/Bolivia/EUA, doc)

O Fim do Tempo (The End Of Time), de Peter Mettler (Suiça/Canadá, doc)

Os Chefões Piraram (Big Boys Gone Bananas), de Fredrik Gertten (Suécia, doc)

Para Além das Montanhas (Beyond The Mountains), de Aya Koretzky (Portugal, doc)

Park Avenue: Dinheiro, Poder e o Sonho Americano (Park Avenue: Money, Power and the American Dream), de Alex Gibney (EUA, doc)

Vila no fim do Mundo (Village at the end of the world), de David Katznelson (UK, doc)

 

Curtas-metragens

23 (23), de Michel Kharoubi e Alexandra Pichereau (França, ficção)

Alex (Alex), de Ji-seon Choi (Coréia do Sul, animação)

Aprendendo a Pescar (Learning to Fish), de Teemu Auersalo (Irlanda, animação)

Aqui ainda não terminou (Here is not over yet), de Mohamed Elashhab (Egito, doc)

Cumplice (Complicit), de Gavin Hoffman (Irlanda, animação)

Escalada (Escalade), de Paulo Muppet e Luciana Egutti (Brasil, animação)

Faces (Wojoh / Faces), de Said Najmi (Jordânia, doc)

Gotinhas (Gutty), de Seyed Sajad Moosavi (Irã, ficção)          

Homenagem nº 2 (Homage Deux), de Michele Cadei (Itália, exp)     

Joãozinho Carne e Osso (Johnny in the Flesh), de Paulo Vespúcio (Brasil, ficção)  

Mai: o grande caçador (Mai: El Gran Cazador), de XavierChavezC (Equador, animação)

Mobília Irlandesa (Irish Folk Furniture), de Tony Donoghue (Irlanda, animação)

O Cruzeiro da Casca de Banana (La croicera delle bucce di banana / Banana peels Cruize), de Salvo Manzone (Itália/França, doc)

O Mar não esta prá peixe (The sea is not for the Fish), de Rosani da Cunha Gomes (Brasil, doc)

O Rei Gastão (The King Gaston), de Diogo Viegas (Brasil, animação)

Pescando sem Redes (Fishing without Nets), de Cutter Hodierne (EUA, doc)

Salva Vidas (Life-guard), de Isaac Donato (Brasil, ficção)

Ser Cultural: Luiz Poeta (Cultural Being: Poet Luiz), de Ian Moreira Queiroz (Brasil, doc)

Vasos Comunicantes (Communicating Vessels), de Andres Tenusaar (Estônia, animação)

Vento Novo (Vtoroe Dyhanie / Second Wind), de Sergey Tsyss (Russia, ficção)

 

Mostras paralelas

Do DDT e hormônios à segurança alimentar

Amor Carnal (LoveMEATender), de Manu Coeman (Bélgica, doc)

Confiamos em Orgânicos (In Organic We Trust), de Kiplin Pastor (EUA, doc)

Deus Salve o Verde (God Save The Green), de Michele Mellara e Alessandro Rossi (Itália, doc)

Geneticamente Modificados (GMO OMG), de Jeremy Seifert (EUA, doc)

Muito Além do Peso (Way beyond weight), de Estela Renner (Brasil, doc)

Porto Verde (Green Porto), de Vasco Mendes (Portugal, doc)

Sonhos Enlatados (Canned Dreams), de Katja Gauriloff (Finlândia, doc)

Vida sem Controle (Leben ausser Kontrolle / Life without control), de Bertram Verhaag e Gabriele Kroeber (Alemanha, doc)

Vozes da Transição (Voices of Transition), de Nils Aguilar (Alemanha/França, doc)

 

Será mesmo só ficção?

Terra Prometida (Promised Land), de Gus Van Sant (EUA) – a confirmar

Terra Esquecida (Verwundete Erde / Land Of Oblivion), de Michale Boganim (Alemanha/França/Polônia)

Cabeça de Touro (Rundskop), de Michael R. Roskam (Bélgica)

Clima do Futuro (Future Weather), de Jenny Deller (EUA)

Os Meninos de Kinshasa (Kinshasa Kids), de Marc-Henri Wajnberg (França)

 

Mostra planeta ultrajado

Andes, Água, Amazônia (Andes Amazon Water) de Marcio Insensee e Sá (Doc, Brasil-Equador)

Guerra de Areia | Sand Wars de Denis Delestrac  (Doc/França-Canadá)

Limites Inaceitáveis (Unacceptable Levels), de Ed Brown (EUA, doc)

Os Invisíveis de Belo Monte | Los Invisibles de Belo Monte (Belo Monte’s Invisibles) de François-Xavier Pelletier e Magnolia de Oliveira (Doc/França-Brasil)

Perseguindo o Gelo (Chasing Ice), de Jeff Orlowski (EUA, doc)

Rebujos, de Emiliano Picanço e Renan Bahia (Brasil, experimental)

Semper fi: Sempre Fiel (SemperFi: Always Fatithful), de Rachel Libert e Tony Hardmon (EUA, doc)

Tar Sands: Nos Confins da Terra (Tar Sands), de Christopher Walker (Bélgica, doc)

Agir & mudar

A Vingança do Carro Elétrico (The Revenge of the Electric Car), de Chris Paine (EUA, doc)

Nós somos uma legião: a história dos Hackers ativistas (We Are Legion: The Story of the Hacktivists), de Brian Knappenberger (EUA, doc)

Procurando os Norte Coreanos (Looking for North Koreans), de Jero Yun (França, doc)

Queremos seu Dinheiro (Give us the Money), de Bosse Lindquist (Suécia, doc)

Sobre rodas: o sonho do carro (Keep on rolling: the dream of the automobile), de Óscar Clemente (Espanha, doc)

Vertente: Uma nova Ética da Água para um novo Mundo (Wartershed: exploring a new Ethics for the new West), de Mark Decena (EUA, doc)

 

CARTA BRANCA: NATIONAL FILM BOARD do CANADÁ

A terceira edição do FILMAMBIENTE vai exibir sete títulos selecionados pelo National Film Board do Canadá. São eles:

A Guerra de Wiebo (Wiebo's War), de David York (doc)

Cidade Iluminada (Radiant City), de Gary Burns, Jim Brown (doc)

Dívida (Payback), de Jennifer Baichwal (doc)

Lixo Tóxico (Toxic Trespass), (doc)

Mamori (Mamori), (doc)

Os Guardiões da Terra (Earth Keepers), de  Sylvie Van Brabant (doc)

Toda a Verdade (The Hole Story), de Richard Desjardins, Robert Monderie (doc)

Os filmes serão apresentados pelo programador do NFB Éric Ségun

O 3º FILMAMBIENTE é uma realização da Amado Arte & Produção, com patrocínio da Oi, da Secretaria de Estado da Cultura e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, e da CCR, via Lei Rouanet e Lei Municipal de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro. 

(2670)

logo
Fechar
Abrir
logo