Inicio Desenvolvimento China bate recorde mundial na produção de energia eólica e solar

Desenvolvimento

China bate recorde mundial na produção de energia eólica e solar

Foram instalados 30,5 gigawatts de energia eólica e 16,5 gigawatts de energia solar.

26 de janeiro de 2016 • Atualizado às 09 : 54

Estima-se que a capacidade eólica total cumulativa que foi instalada em toda a China tenha alcançado 145GW. | Foto: Xioa Yan Kou Farm/Flickr

China bate recorde mundial na produção de energia eólica e solar
9.96K
0

A China alcançou dois novos recordes mundiais de energia limpa em 2015 – o primeiro por instalar 30,5 gigawatts (GW) de energia eólica em um único ano, e o segundo por instalar 16,5GW de energia solar

“Após divulgação dos relatórios no início desta semana, que anunciavam diminuição de 4-5% no consumo de carvão na China, em 2015, isso só vem a confirmar que os mercados globais de energia elétrica estão se transformando muito mais rapidamente do que se esperava”, disse Tim Buckley, diretor de Estudos em Finanças em Energia do Instituto de Economia e Análise Financeira em Energia – Institute for Energy Economics and Financial Analysis (IEEFA).

“Estima-se que a capacidade eólica total cumulativa que foi instalada em toda a China tenha alcançado 145GW até o final de 2015. Isso é quase o dobro das instalações cumulativas de 75GW nos EUA, mais que o triplo de 43GW de energia eólica estimada na Alemanha (terceira maior produtora do mundo) e mais do que cinco vezes os 26GW instalados na Índia até hoje (4º colocado globalmente)”, disse Buckley.

Acredita-se que as instalações de energia solar na China em 2015 estabeleceram um novo recorde mundial para instalações anuais estimadas, conforme foi relatado nos meios de comunicação da indústria de energia solar fotovoltaica chinesa nessa semana. A Alemanha no seu melhor ano alcançou um então recorde de 7,6GW de energia solar em 2012, enquanto a China relatou a instalação de 12,9GW em 2013, antes da manipulação política de incentivo a maior geração distribuída de painéis solares sofrer uma desaceleração nas instalações em 2014.

“O IEEFA prevê que a China vai instalar mais 24 gigawatts (GW) de energia eólica, 16GW de novas energias hidráulicas, um recorde de 6GW de energia nuclear e outro novo recorde de 18-20GW de energia solar em 2016 (60% de escala de utilidade pública, 40% de geração distribuída de painéis solares). A previsão é de que a demanda de eletricidade cresça apenas 3-4% face ao ano anterior. Em 2016, esses 65GW de capacidade adicional de eletricidade sem emissões de carbono será mais do que suficiente para atender o crescimento total da demanda, de modo que o consumo de carvão está previsto para cair novamente em 2016”, explicou Buckley.

A Bloomberg New Energy Finance divulgou na última semana que o novo investimento da China em eficiência energética e energias renováveis ​​aumentou 17%, face ao ano anterior para um recorde de US$ 110 bilhões em 2015. [v] Quase o dobro do gasto dos EUA de US$ 56 bilhões (aumento de 8% face ao ano anterior). O investimento da Índia aumentou 23%, para US$ 10,9 bilhões, o mais elevado desde 2011.

(9959)

logo
Fechar
Abrir
logo