Inicio Vida Sustentável Aprenda a utilizar a calda bordalesa para combater fungos e pragas no cultivo orgânico

Vida Sustentável

Aprenda a utilizar a calda bordalesa para combater fungos e pragas no cultivo orgânico

Ela é uma opção livre de produtos sintéticos deixando o alimento livre de qualquer tipo de resíduos de toxinas.

14 de março de 2017 • Atualizado às 10 : 03

Para aplicar o fungicida nos cultivos, é preciso estar sempre utilizando o material de proteção. | Foto: iStock by Getty Images

Aprenda a utilizar a calda bordalesa para combater fungos e pragas no cultivo orgânico
8.80K
0

De acordo com o especialista em agricultura orgânica Thiago Tadeu Campos, a calda bordalesa, também conhecida como calda sulfocálcica, é uma das técnicas mais práticas e eficientes de combate a fungos e demais pragas, tanto na produção orgânica quanto na convencional.

Sua composição é simples e leva ingredientes de fácil acesso, sendo uma alternativa viável para qualquer tipo de produtor. Assim como os adubos e o defensivos naturais orgânicos, a calda bordalesa é uma opção livre de produtos sintéticos e sua penetração nas plantas e no solo tem duração suficiente para apenas eliminar os fungos, deixando o alimento livre de qualquer tipo de resíduos de toxinas.

Como fazer a calda bordalesa

Para fazer a calda bordalesa é preciso estar atento principalmente aos recipientes utilizados. É recomendado o uso de recipientes de plástico para produzir esse fungicida, pois recipientes metálicos podem afetar o processo. É importante que os materiais estejam limpos, que o pano e o saco de pano sejam de algodão, pois tecidos sintéticos podem ter produtos que contaminem a calda. A colher pode ser de madeira, plástico ou aço inoxidável, já que estes materiais não são corroídos pela calda.

Ingredientes:

  • 10 L de água
  • 100g de cal virgem (180g se utilizar a cal hidratada)
  • 100g de sulfato de cobre

Materiais:

  • Equipamento de proteção
  • 2 recipientes plásticos de 5L
  • 1 recipiente plástico de 10L
  • 1 pano de algodão para coar
  • Saco de pano
  • Medidor de pH
  • Colher para mexer a solução

Preparo da calda bordalesa:

1) Coloque o sulfato de cobre no saco de pano poroso e deixe-o pendurado dentro de um recipiente e coloque água até atingir a marca de 5L, cobrindo todo o saco. Deixe reservado por 24 horas;

2) Em um dos recipientes de 5L coloque a cal, 5L de água e misture bem;

3) No recipiente de 10L coloque toda a cal e vá aos poucos adicionando a água que estava junto ao sulfato de cobre. É importante adicionar aos poucos para não estragar a solução, uma vez que a água com sulfato de cobre vai queimando a cal;

4) Misture bem e verifique o pH;

5) Quando o pH estiver neutro ou levemente alcalino (com valores entre 7 a 8), coe o líquido e coloque-o no pulverizador, diluindo sua quantidade em mais 50% de água.

Aplicação da calda no cultivo

Para aplicar em plantas mais novas, é recomendado diluir 1L de solução em 10L de água, para evitar danos na estrutura das plantas.

Além disso, é importante ressaltar que uma vez misturada, a solução tem duração de 24 horas, se guardados em recipientes de plástico distintos, cada solução pode durar até 1 ano.

Para aplicar o fungicida nos cultivos, é preciso estar sempre utilizando o material de proteção. Em seguida, é necessário estar atento à quantidade de produto aplicado, pois quando em excesso, a calda bordalesa pode afetar rios, nascentes e até mesmo extinguir a população de minhocas do solo.

Por isso é recomendado aplicar o fungicida a cada 15 dias e não se deve ultrapassar o valor de 3kg/ha/ano. Dessa forma o cultivo estará protegido e não haverá riscos para o meio ambiente.

Calda bordalesa e a agricultura orgânica

Para o produtor orgânico, seja ele caseiro ou rural, a calda bordalesa se mostra uma alternativa viável para o combate de fungos, bactérias e outras pragas que afetam o cultivo.

Por se utilizar apenas de ingredientes de fácil acesso, pode ser produzida em qualquer lugar e com um custo muito menor do que o valor necessário para comprar a calda bordalesa no mercado.

Entre os métodos de controle de pragas, a calda bordalesa é uma das técnicas mais utilizadas principalmente praticidade e pela alta eficiência.

Utilize defensivos naturais na sua produção orgânica!

Quanto mais os métodos orgânicos forem utilizados no dia a dia do produtor brasileiro, mais saudáveis e nutritivos serão os alimentos e ainda mais sustentável será a relação do homem com o meio ambiente.

É impossível produzir alimentos orgânicos sem pensar a sua produção de forma sistêmica e a utilização da calda bordalesa deve ser planejada desde o início. Caso não queria produzir a calda, compre-a e utilize para prevenir e combater as pragas em sua produção orgânica.

DESCRICAO_AUTOR_THIAGO_TADEU_CAMPOS

(8803)

logo
Fechar
Abrir
logo