Inicio Vida Sustentável 6 travessias que você tem que fazer em parques nacionais

Vida Sustentável

6 travessias que você tem que fazer em parques nacionais

Confira um guia de trilhas de longo percurso para quem curte aventura e ama a natureza.

11 de abril de 2017 • Atualizado às 17 : 32

6 travessias que você tem que fazer em parques nacionais
13.41K
0

Botar o pé na estrada, sentir o ar puro, apreciar a diversidade dos bichos e plantas, escutar o burburinho das águas, ver novos horizontes, se superar. O espírito aventureiro casa muito bem com a natureza. Por isso, o ICMBio selecionou seis travessias em parques nacionais que você não pode deixar de fazer. São trilhas de longo percurso que exigem um bom preparo físico, mas, em alguns casos, podem ser feitas por partes, não necessariamente de uma só vez. Elas estão em variados biomas e apresentam níveis diferentes de dificuldade, mas todas têm em comum a integração com as belezas naturais e inspiram o respeito pelo meio ambiente. E nos fazem lembrar sempre da máxima: conhecer para preservar.

1. Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros – Travessia das 7 quedas

A Travessia das 7 quedas proporciona ao visitante a oportunidade de conhecer as diversas fisionomias do cerrado como o cerrado stricto sensu, matas de galeria, áreas de veredas, formações campestres e cerrado rupestre. Parte do caminho é feito em uma trilha histórica da época do garimpo, conhecida como Fiandeiras. O percurso acompanha o Rio Preto e o corta em dois pontos, momento de se refrescar e recarregar o estoque de água.

Município do ponto de partida: São Jorge (GO)
Extensão: 23,5 km
Duração: 2 dias
Pernoite: espaço para camping delimitado
Temporada: normalmente de junho a outubro, depende do nível do Rio Preto
Guia de bolso: acesse aqui
Reserva: acesse aqui
Mais informações: Guia do visitante
Contato: reserva7quedas@gmail.com (62) 3455-1114
Contratação de guia: recomendada
2. Parque Nacional do Itatiaia – Travessia Ruy Braga
A Travessia Ruy Braga liga a parte alta a parte baixa do parque e pode ser realizada nos dois sentidos. Na parte alta encontram-se os campos de altitude e os vales suspensos onde nascem vários rios. A parte baixa caracteriza-se principalmente por sua vegetação exuberante e generosos cursos d’água, com diversas áreas apropriadas para banho. Durante o percurso o visitante se deleita com o visual da Serra da Mantiqueira. O Parque Nacional do Itatiaia foi o primeiro parque nacional do Brasil e completa 80 anos em junho.

Município do ponto de partida: Itatiaia (RJ)
Extensão: 22 km
Duração: 1 ou 2 dias
Pernoite: Abrigo Massena ou Água Branca
Temporada: melhor período é durante o inverno
Folder do parque: acesse aqui
Reserva: acesse aqui
Mais informações: Guia do visitante
Contratação de guia: recomendada
* Observar valor do ingresso do parque

3. Parque Nacional da Serra dos Órgãos – Travessia Petrópolis Teresópolis

Pedra do Sino – Serra dos Órgãos – RJ

A Travessia Petrópolis – Teresópolis é considerada por muitos como a caminhada mais bonita do Brasil, exige preparo físico e equipamento adequado. É percorrida normalmente em três dias no sentido de Petrópolis para Teresópolis, devido à maior facilidade e ao fato de que se vê a incrível vista da Serra dos Órgãos de frente.

Município do ponto de partida: Petrópolis (RJ)
Extensão: 30 km
Duração: 3 dias
Pernoite: Abrigo pedra do açú, abrigo pedra do sino e área de camping
Temporada: o inverno é a melhor opção (de maio a outubro)
Apresentação da travessia: acesse aqui
Reserva: acesse aqui
Mais informações: Guia do visitante
Contato: ingresso@hoperh.com.br
Contratação de guia: fortemente recomendada
* Observar valor do ingresso do parque


4. Parque Nacional da Serra do Cipó – Travessia Alto Palácio – Serra dos Alves

As travessias são uma das mais claras vocações do Parque Nacional da Serra do Cipó, já praticadas muito antes da criação do parque, sendo, na realidade, uma das práticas que levou à sua criação. A Travessia Alto Palácio – Serra dos Alves é o primeiro roteiro aberto dentro do projeto piloto das travessias do parque. Nela é possível observar a grande diversidade da flora e da fauna, além de curiosas rochas pontiagudas presentes em toda a área.

Município do ponto de partida: Morro do Pilar (MG)
Extensão: 39 Km
Duração: 3 dias
Pernoite: camping na região dos abrigos Casa de Tábuas e Casa dos Currais
Temporada: recomendada no período da seca (abril a outubro), mas não há limitação para fazer fora do período recomendado
Atrativos do parque: acesse aqui
Reserva: parna.serradocipo@icmbio.gov.br
Mais informações: acesse aqui
Contato: parna.serradocipo@icmbio.gov.br (31) 3718-7469
Contratação de guia: recomendada


5. Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – Travessia do Morro de São Jerônimo

A Travessia do Morro de São Jerônimo conecta alguns dos mais importantes e populares atrativos turísticos e trilhas do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, como a Trilha da Cachoeira Véu-de-Noiva, o Circuito das Cachoeiras, as Cachoeiras de Época, o Morro São Jerônimo e a Trilha Histórica do Carretão. Durante o percurso o visitante pode contemplar diferentes espécies de flora e fauna do cerrado.

Município do ponto de partida: Chapada dos Guimarães (MT)
Extensão: 23 km
Duração: 2 dias
Pernoite: acampamento rústico na Casa do Morro
Temporada: Pode ser realizada durante todo o ano. O período menos indicado é de julho a outubro, pois é época de seca com altas temperaturas e possibilidade de queimadas.
Reserva: acesse aqui
Mais informações: Guia do visitante
Contato: pncg.mt@icmbio.gov.br (65)3301-1133
Contratação de guia: necessária

6. Parque Nacional da Serra da Bocaina – Caminho de Mambucaba – “Trilha do Ouro”

Consagrada como a mais famosa das “Trilhas do Ouro” a travessia acompanha o percurso do Rio Mambucaba desde sua nascente no estado de São Paulo até desaguar na baía da Ilha Grande em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. Durante seu percurso é possível visualizar parte do calçamento histórico usado para escoamento da produção de ouro e café no período colonial, belíssimas paisagens da Serra do Mar, a biodiversidade da Mata Atlântica e ainda conhecer diversas cachoeiras como a do Veado, uma das mais famosa do parque.

Município do ponto de partida: São José do Barreiro (SP)
Extensão: 50 km
Duração: 3 a 4 dias
Pernoite: camping e casas rústicas de colonos
Temporada: O melhor período é entre os meses de maio e agosto, quando chove menos.
Material de divulgação: acesse aqui e aqui
Reserva: acesse aqui
Mais informações: Guia do visitante
Contato: pnsb.rj@icmbio.gov.br (12)3117-2143
Contratação de guia: recomendada

(13414)

logo
Fechar
Abrir
logo