De acordo com uma pesquisa encomendada pela Nissan na América Latina, 8 em cada 10 pessoas estão abertas a comprar um veículo elétrico. No estudo realizado pela empresa C230, braço de consultoria da Fundação Think Tank IDEA, observa-se que a região tem oportunidades de acelerar a adoção de veículos elétricos e autônomos. Enquanto 80% dos latino-americanos já ouviram falar de carros movidos a bateria, apenas 1 em cada 10 andou em um desses veículos.

A C230 conversou com 5.700 pessoas em cinco países – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Peru – com o objetivo de conhecer o grau de abertura na região para as novas tecnologias de mobilidade.

O estudo também contribuiu para identificar outros dados relevantes sobre o assunto, entre os quais se destacam:

Oportunidades para a introdução de veículos elétricos

– 80% dos entrevistados estariam dispostos a comprar um veículo elétrico, uma vez que o consideram uma solução que contribui para a redução da poluição ambiental.

– 73% pensam que abastecer um veículo elétrico é mais barato custo do que os movidos a combustíveis fósseis.

Embora haja uma clara abertura para adquirir e aprender mais sobre veículos elétricos, foram identificadas algumas barreiras, que os entrevistados expressam como as principais preocupações relacionadas à aquisição de um veículo elétrico, tais como:

– 75% consideram que pode ser complicado encontrar um ponto de recarga.

– 60% preocupam-se com o fato de que a carga disponível neste tipo de veículo pode não ser suficiente para completar os deslocamentos diários.

– Para 63% deles, a preocupação é que o tempo de carregamento da bateria seja muito demorado.

Veículos autônomos

O nível de conhecimento e a atitude em relação aos veículos com tecnologia autônoma mostram que há uma oportunidade para explorar o assunto na região:

Apenas 35% das pessoas consultadas ouviram falar de veículos autônomos; no entanto, 69% disseram, após explicação da tecnologia, que estariam dispostos a usar um veículo autônomo.

Mais da metade, 54%, expressou opinião positiva sobre veículos autônomos; principalmente sobre como isso pode ajudar a melhorar a mobilidade e a segurança nas ruas das cidades latino-americanas.

58% dos entrevistados consideram que os veículos autônomos iriam melhorar a mobilidade em suas cidades e 6 em cada 10 consideram que suas viagens seriam muito mais confortáveis com este tipo de veículo.

É importante ressaltar que 70% consideram que a ocorrência de acidentes poderia diminuir com o uso de veículos autônomos e 72% disseram que, em caso de ocorrência, seria menos grave.

Finalmente, 64% das pessoas consultadas estariam dispostas a comprar um veículo autônomo se o custo fosse semelhante ao de um veículo normal.

Uma região aberta a novas tecnologias de mobilidade

Os resultados desta pesquisa permitem conhecer a opinião dos consumidores em relação às novas tecnologias de mobilidade, deixando claro que a adoção de veículos elétricos é viável na região, graças à percepção positiva que existe em relação a este tipo de veículo.

No caso das tecnologias de mobilidade autônoma, enquanto existe a oportunidade de compartilhar mais informações e conhecimentos sobre o assunto, há também um nível de aceitação positivo na medida em que estes podem contribuir para a melhoria da qualidade do ar, tempos de viagens e segurança no trânsito.