Sustentabilidade e inovação definem um tênis especial que leva em sua composição malte de cerveja. Chamado de Ueno Whatafuck Imperial, o calçado leva os resíduos do bagaço de malte da cerveja produzida pela Whatafuck Hamburgueria, de Curitiba (PR). Este é o primeiro calçado feito desta maneira, onde o bagaço é coletado após a produção da bebida e mesclado com o látex para a criação do solado.

O produto inédito, que leva os resíduos da produção de cerveja, é uma parceria entre as marcas curitibanas Whatafuck Hamburgueria e Öus Brasil, uma das principais referências nacionais na produção independente de calçados. “Pegamos o resto do bagaço do malte e misturamos com o látex para criar um solado com tingimento natural”, explica o gerente de design de produto da Öus Brasil, Anthony Nathan.

“Foram necessárias quase meia tonelada de malte úmido para a produção dos tênis. Foi um trabalho bem manual, mas com um resultado incrível, a cara da nossa marca”, reforça Daniel Mocellin, sócio da rede de hamburgueria. “Desde o início do projeto, buscamos alternativas para rentabilizar nosso negócio. Nossa marca se transformou em algo muito valorizado pelos curitibanos e, por meio de parcerias exclusivas, conseguimos expandir nossos negócios com itens que têm feito a cabeça do nosso público”, complementa.

A minicoleção

Foto: Whatafuck Hamburgueria/Divulgação

O tênis é produzido na cor nobuck bege, coloração que mais se aproxima da cor da cerveja desenvolvida pela hamburgueria. O forro e a palmilha do calçado têm a aplicação do rótulo da garrafa. O Ueno faz parte da minicoleção do colab entre as marcas, que inclui também o tênis Tenente Whatafuck O.E, inspirado no hambúrguer vegetariano da casa, produzido sem nenhuma matéria prima de origem animal, e a Camisa Whatafuck.

Para saber mais sobre os produtos, clique aqui

Veja também: Tênis feito com chicletes retirados das ruas é produzido na Holanda