Ecobarreira recolhe 400 quilos de lixo de rio de Saquarema

Criada pelo ativista Diego Saldanha, a ecobarreira impede que plásticos e outros resíduos cheguem aos oceanos

ecobarreira saquarema
Fotos: duofinephoto.com

Em pouco mais de 3 meses, uma Ecobarreira instalada no Rio das Moças, em Saquarema, litoral do Rio de Janeiro, já retirou mais de 400 quilos de lixo das águas, evitando que esses resíduos chegassem ao mar. Foram recolhidos cerca de 20 tipos diferentes de materiais como plásticos, isopor, pedaços de tecidos, televisão, cadeiras, balões e bonecas, dentre outros resíduos.

A Ecobarreira é uma estrutura simples feita de galões que flutuam na superfície do rio e barram a descida dos resíduos. Estes resíduos são coletados periodicamente, conforme o volume acumulado. Na sequência, todos os itens passam por uma triagem e o que é possível ser reciclado é entregue para catadores locais. O restante (grande parte) é separado para a coleta municipal de resíduos sólidos.

ecobarreira saquarema
Foto: duofinephoto.com

A estrutura da Ecobarreira foi construída pelo ativista Diego Saldanha, que tem instalado diversos tipos deste equipamento em um rio que passa pela cidade de Curitiba, no Paraná. “Ações como a Ecobarreira não apenas coletam resíduo, mas dão visibilidade para as nossas águas, levando consciência para a população do seu entorno sobre como hábitos cotidianos simples podem ser mudados para a melhoria da saúde do planeta e, consequentemente, para o bem-estar das pessoas”, comentou Fernanda Muller, Diretora do Instituto APRENDER Ecologia, que coordenou a ação no Rio de Janeiro.

resíduos recolhidos por ecobarreira
Resíduos retirados de rio por ecobarreira em Saquarema. Foto: duofinephoto.com

Além do Instituto APRENDER Ecologia, participaram da iniciativa a ONG Mar Sem Lixo, a Ecolocal Brasil e a Prefeitura de Saquarema. A instalação da ecobarreira foi viabilizada por meio da WSL One Ocean, em um projeto que envolveu 12 instituições, em uma rede de cooperação para promover a conscientização da sociedade sobre o lixo que polui e mata a vida nas nossas águas.

Ao longo do período, cinco eventos de sensibilização foram realizados, incluindo a transformação do lixo retirado da praia em 50 quilhas para pranchas de surfe, que foram entregues à Associação de Surf de Saquarema, parceira do projeto, para serem distribuídas em premiações.

quilhas feitas de resíduos plásticos
Quilhas feitas de resíduos plásticos recolhidos pela ecobarreira. Foto: duofinephoto.com

A cidade de Saquarema faz parte do Bioma da Mata Atlântica e abriga um conjunto incrível de ecossistemas, como manguezais, lagoas, dunas, restinga e florestas, que se conectam através dos cursos d’água. Hoje, apenas 12% da Mata Atlântica segue preservada no Brasil, um bioma que abriga 70% da população do país. Todas essas pessoas precisam dos serviços ecossistêmicos que a Mata Atlântica garante, como abastecimento de água, regulação do clima e lazer.

Na sequência do projeto, a ideia é continuar na busca de apoio para a manutenção da ecobarreira e a perpetuação do legado que este projeto está deixando para a comunidade do entorno do Rio das Moças e de Saquarema.

rio das moças ecobarreira saquarema
Ecobarreira no Rio das Moças, em Saquarema. Foto: Fabrício Almeida