Inicio Cidadania Projeto transforma jardins em mini-fazendas orgânicas na Flórida

Cidadania

Projeto transforma jardins em mini-fazendas orgânicas na Flórida

A iniciativa trabalha a conscientização e solução de diversos problemas através de um projeto muito simples.

24 de maio de 2016 • Atualizado às 12 : 35
Projeto transforma jardins em mini-fazendas orgânicas na Flórida

Uma exigência do projeto é que tudo seja produzido sem agrotóxicos. | Foto: Divulgação

10.16K
0

Os norte-americanos, principalmente aqueles que moram nos subúrbios e têm um jardim enorme, costumam se orgulhar de ter a grama sempre bonita e verdinha. No entanto, no que depender dos jovens do FleetFarming, esses tapetes logo serão transformados em mini-fazendas.

O projeto é idealizado por Chris Castro, um jovem apaixonado por agricultura que trabalha na Prefeitura de Orlando. Ciente das leis municipais, que permitem que até 60% dos jardins sejam usados para o cultivo de alimentos, ele levantou voluntários e têm buscado pessoas interessadas em doar parte do jardim para essa verdadeira revolução agrícola.

A proposta tem sido muito bem aceita pela população de Orlando. Até porque ela trabalha a conscientização e solução de diversos problemas através de um projeto muito simples. Plantar no próprio jardim reduz drasticamente a distância percorrida pelo alimento desde a produção até que chegue à mesa, diminui o problema das emissões de carbono geradas pela agricultura em larga escala, evita o uso de agrotóxicos, já que no projeto tudo é orgânico, estimula novos hábitos alimentares e ainda evita o desperdício de alimentos durante todo o processo de logística.

O FleetFarming funciona da seguinte forma: o morador interessado em doar o seu jardim entra em contato com a organização, assina um contrato de dois anos para a liberação do uso da área e se compromete com o fornecimento da água necessária para regar os plantios. Todo o trabalho duro é feito pela equipe de agricultores do projeto.

Com a doação do espaço feita, a equipe começa a montar as camas para plantio e incluem diversos tipos de vegetais, são eles que acompanham todo o processo até que os alimentos estejam prontos para a colheita. Parte do que foi produzido fica para o dono da área e o restante é comercializado localmente.

Como a proposta é ser sustentável, toda a logística do plantio até a comercialização é feita em bicicletas, para manter os alimentos realmente próximos de onde foram produzidos.

Mapa das árvores frutíferas da cidade

O projeto ainda tem outro trabalho destinado às frutas. Qualquer morador que tenha uma árvore frutífera em seu quintal ou calçada pode se cadastrar no site e passar as informações sobre a espécie e localidade. Assim, o registro é feito e a equipe do FleeFarming faz a colheita das frutas excedentes, que não serão consumidas pela família, e comercializá-las localmente.

Seja nas hortas ou nas árvores frutíferas uma exigência do projeto é que tudo seja produzido sem agrotóxicos. Além da conscientização e melhoria do uso dos espaços produtivos, o trabalho preza pela produção de alimentos 100% orgânicos.

Clique aqui para conhecer mais sobre este trabalho.

Redação CicloVivo

(10157)

logo
Fechar
Abrir
logo