Inicio Tecnologia Japão quer transformar roupas velhas em combustível para aviões

Tecnologia

Japão quer transformar roupas velhas em combustível para aviões

De acordo com as empresas, cem toneladas de algodão produzem até dez quilolitros de combustível.

12 de dezembro de 2016 • Atualizado às 09 : 36
Japão quer transformar roupas velhas em combustível para aviões

O processo envolve a utilização de microrganismos para processar os açúcares contidos no algodão, transformando-os em um tipo de álcool. | Foto: Divulgação

1.31K
0

A Japan Airlines está trabalhando em uma alternativa totalmente inusitada para reduzir o impacto ambiental da aviação. A companhia aérea japonesa, junto com empresas ambientais e varejistas, pretende abastecer os aviões a jato com roupas velhas no lugar dos combustíveis tradicionais.

Conforme informado pela imprensa japonesa, a companhia se juntará a dois institutos de pesquisas ambientais no projeto, que deve começar no início de 2017, para ser colocado em prática em 2020. Através da parceria com os varejistas, a empresa aérea pretende coletar roupas usada em mais de mil lojas em todo o país.

A tecnologia deste biocombustível totalmente alternativo é usar o poliéster e o algodão das roupas, para fabricar combustível para as aeronaves. A tecnologia que transforma este material em combustível foi desenvolvida pelo Green Earth Institute. O processo envolve a utilização de microrganismos para processar os açúcares contidos no algodão, transformando-os em um tipo de álcool, usado na queima dos motores.

A Jeplan, uma das parceiras no projeto, está trabalhando na construção de uma fábrica, que será destinada à produção deste biocombustível. Inicialmente, o plano mesclar o combustível alternativo com os tradicionais para estudar o desempenho.

De acordo com as empresas, cem toneladas de algodão produzem até dez quilolitros de combustível. Esta é o principal limitante da proposta, já que, mesmo se todo o algodão do Japão fosse transformado em biocombustível, seria possível abastecer apenas 1% do consumo de jatos no país.

A Japan Airlines ainda estuda outras estratégias para reduzir as emissões de seus voos, como o uso de resíduos orgânicos na fabricação de combustível. Todas as estratégias são pensadas para diminuir também a dependência do petróleo.

Redação CicloVivo

(1311)

logo
Fechar
Abrir
logo