Inicio Tecnologia Italiano cria caixa compacta que fornece água potável e energia solar

Tecnologia

Italiano cria caixa compacta que fornece água potável e energia solar

O produto tem a capacidade de atender até 1.500 pessoas por unidade.

25 de agosto de 2017 • Atualizado às 15 : 05

Foto: OffGridBox/Divulgação

Italiano cria caixa compacta que fornece água potável e energia solar
3.65K
0

Levar água potável e energia para alguns lugares do mundo é um desafio que tem movimentado muitas empresas. Dentre as soluções, chama atenção um pequeno box criado uma empresa italiana que tem tecnologia suficiente para dupla função: garantir água limpa para os moradores e ainda gerar energia renovável.

Batizada de OffGridBox, a caixa é capaz de coletar, tratar e distribuir água potável. Isso porque possui um tanque de microfiltração de cinco estágios que absorve água suja e produz uma água potável livre de cheiros, transparente e sem bactérias. Além disso, pode gerar, converter e armazenar energia solar por meio de placas instaladas no topo. Uma inovação “dois em um” que pode ajudar incontáveis famílias ao redor do mundo.

O produto tem a capacidade de atender até 1.500 pessoas por unidade. O modelo mais básico possui 12 módulos solares, um inversor e armazenamento de bateria. Medindo um metro e meio, ele é capaz de fornecer energia para baterias de 300 famílias, sendo que cada unidade é capaz de carregar três luzes LED por quatro horas e dois celulares.

Após três anos no mercado, o produto já foi levado para organizações sem fins lucrativos em Madagascar, Nigéria, Ruanda, Colômbia, entre outros locais. Uma parte foi vendida para consumidores individuais, em parte amantes da natureza que viram na OffGridBox um bom acessório para levar aos campings. E ainda teve algumas unidades que foram para as Filipinas ajudando pessoas atingidas pelo tufão em 2013.

Mas, ainda o maior empecilho para que a caixinha mágica ganhe escala comercial é o seu preço: 15 mil dólares. “De volta à Itália, não é fácil encontrar a estratégia de financiamento, os mentores e os programas de aceleração adequados”, afirma o fundador e CEO Emiliano Cecchini.

OffGridBox-ciclovivo2

OffGridBox-ciclovivo3

Tendo seu projeto selecionado para um programa de aceleração em Boston, Cecchini aproveitará a oportunidade para reformular o negócio. Ao invés de esperar que cada unidade seja vendida a conta gotas, sua estratégia é levar o produto até as áreas que necessitam cobrando um valor pelo uso.

Uma família de quatro pessoas pagará 12 centavos de dólar (100 francos ruandeses) por dia e por água, sendo as baterias subsidiadas pela empresa. A ideia já está em testes em Ruanda, onde a companhia planeja instalar unidades em 18 aldeias. Inclusive, o governo local já contratou 14 pessoas para trabalhar em eletricidade nas áreas rurais. Com parcerias deste, a Off Grid Box tem a meta de atender 420 mil clientes finais até 2020.

OffGridBox-ciclovivo4

Futuramente, a ideia é que cada unidade possa ter Wi-Fi e atividades comerciais associadas -, o que abriria outras possibilidades de rentabilizar e criar um modelo de negócio que funciona.

OffGridBox-ciclovivo7 OffGridBox-ciclovivo5 OffGridBox-ciclovivo6OffGridBox-ciclovivo8 OffGridBox-ciclovivo9 OffGridBox-ciclovivo91 OffGridBox-ciclovivo92 OffGridBox-ciclovivo93 OffGridBox-ciclovivo94OffGridBox-ciclovivo95 OffGridBox-ciclovivo96

Fotos: OffGridBox

Redação CicloVivo

(3652)

logo
Fechar
Abrir
logo