Inicio Arquitetura & Design Catedral na Nova Zelândia é construída com papelão e vitrais reciclados

Arquitetura & Design

Catedral na Nova Zelândia é construída com papelão e vitrais reciclados

Arquitetos japoneses concluíram uma igreja provisória em Chirstchurch, resistente a alterações climáticas e com 50 anos de duração.

18 de setembro de 2013 • Atualizado às 11 : 00

Catedral na Nova Zelândia é construída com papelão e vitrais reciclados
9.86K
0

Uma catedral anglicana foi erguida em Christchurch, na Nova Zelândia, utilizando o papelão reciclado como principal material de construção. Resistente até às variações climáticas mais intensas, a igreja foi inaugurada em agosto deste ano e tem duração média de 50 anos. Os vitrais coloridos que compõem a estrutura foram reaproveitados de outras igrejas.


Foto: Bridgit Anderson/Shigeru Ban Architects

O projeto foi realizado pelos arquitetos japoneses do escritório Shigeru Ban Architects, responsáveis por construir residências, edifícios e espaços públicos utilizando papelão e outros materiais reciclados, com o objetivo de reduzir, ao máximo, o volume de resíduos gerados pela construção civil – uma das atividades que mais agridem o meio ambiente em todo o planeta.


Fotos: Bridgit Anderson/Shigeru Ban Architects

De acordo com o site InHabitat, foram necessários nada mais que 98 tubos de papelão para erguer a estrutura. O edifício deve ser temporário, uma vez que substitui a catedral anglicana que existia na cidade antes da passagem de um terremoto, o qual arrasou boa parte da cidade no início de 2011.

Idealizada para ser provisória, a igreja tem capacidade para abrigar cerca de 700 pessoas e deverá durar, pelo menos, até 2063 – ano em que a nova catedral será finalmente concluída, com materiais convencionais. Nos últimos dois anos, a cidade neozelandesa se tornou referência em arquitetura verde: uma das praças de Christchurch, por exemplo, foi construída novamente com os esforços da própria população, que angariou fundos e aproveitou caixas de madeira reutilizadas.

Redação CicloVivo

(9859)

logo
Fechar
Abrir
logo