A cidade de Limeira, no interior de São Paulo, está prestes a ganhar sua primeira mini-floresta urbana. Serão 600 mudas de árvores nativas, plantadas em uma área cercada e protegida de 5.400 m², que abriga o Viveiro Municipal. A ação é fruto de uma iniciativa da empresa de engenharia Rio Verde, com a campanha “Um clique pro futuro”.

As florestas urbanas ajudam a reduzir as ilhas de calor da cidade e a poluição sonora, atrair polinizadores, que são responsáveis por promover a fecundação, e então a produção de sementes férteis, entre outras coisas. A floresta de Limeira ainda tem o benefício extra de ajudar a proteger a nascente do rio Ribeirão Tatu, que fica no local do plantio.

Segundo o engenheiro ambiental da empresa, Wellington Vilanova Trombela, a escolha das mudas que serão plantadas no local tem o objetivo de utilizar a maior riqueza possível de plantas regionais. “Vamos plantas 40% de espécies pioneiras, 40% de espécies secundária e 20% de espécies zoocóricas. O projeto deverá contemplar ainda, no mínimo 5% de espécies enquadradas em categorias de extinção, com o objetivo de criar um banco genético”, finaliza.

Para esta ação, os colaboradores e clientes da Rio Verde foram convidados para participar do plantio.  “Atitudes como esta da Rio Verde podem contribuir com um futuro mais sustentável, melhorando o ecossistema do entorno e, consequentemente a vida de todos. É nosso compromisso com o meio ambiente e também com a comunidade”, afirma Marli Coimbra, gerente de Relações Institucionais da Rio Verde.