- Publicidade -

Com base de celulose, um novo gel pode ser um eficiente instrumento para evitar incêndios florestais. O fluído não é tóxico e pode ser pulverizado com equipamentos agrícolas ou aviões, protegendo a vegetação por meses.

Desenvolvido por engenheiros florestais, o gel é composto principalmente por material vegetal e, mesmo com chuva, vento e sol, segue aderido às plantas, garantindo sua proteção. “Com isso, o combate a incêndios florestais pode ser muito mais preventivo e menos reativo”, explica o engenheiro de materiais Eric Appel, da Universidade de Stanford. “Hoje nós monitoramos as áreas propensas à incêndios e quando eles começam, corremos para apagar”.

Além de prevenir incêndios em áreas suscetíveis ao fogo, a pulverização do material também pode auxiliar no combate a um incêndio que já começou.

- Publicidade -

Existem no mercado outras substâncias que impedem que o fogo se espalhe, mas por não aderirem tão bem à vegetação ou perderem água rapidamente, sua eficiência é limitada. “Não temos hoje uma ferramenta que se compare a esta”, diz Alan Peters, chefe do Departamento de Silvicultura e Proteção contra Incêndios da Califórnia (CalFire).

O gel está sendo testado pela CalFire e os resultados têm sido positivos. A Califórnia, sofre com incêndios florestais constantes e a expectativa é que, com bons resultados na região, o gel se torne uma nova e eficiente ferramenta de combate e prevenção ao fogo em outras regiões do mundo. Com as mudanças climáticas, o número de incêndios deve aumentar e novas maneiras de se enfrentar este problema são importantes.

Para saber mais, clique aqui.

- Publicidade -