- Publicidade -

Museu da Imigração traz exposição sobre refúgio climático

Mostra, Mova-se! Clima e deslocamentos reúne instalações, dados, objetos e depoimentos, sobre o aquecimento global e os processos migratórios

exposição refúgio climático
Foto: Divulgação | Museu da Imigração e ONU

O Museu da Imigração (MI) inaugurou no final de abril a exposição Mova-se! Clima e deslocamentos, um projeto realizado em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU). A mostra temporária foi desenvolvido de forma orgânica pela equipe do MI com a participação de diversos parceiros para apresentar ao público uma compreensão geral sobre o vínculo entre as mudanças climáticas e a mobilidade humana, evidenciando as diferentes maneiras pelas quais a ciência, os agentes sociais e as artes lidam com fenômenos tão complexos.

- Publicidade -

A decisão de migrar é influenciada por uma complexa interação de fatores políticos, econômicos, demográficos, sociais e ambientais. No caso da migração relacionada à mudança climática, os aspectos ambientais modificados pela atividade humana desempenham um papel crucial na escolha de deixar um local de residência em busca de outro. Evacuações preventivas, realocações planejadas, fuga diante de eventos repentinos ou deslocamento gradual de pessoas de áreas afetadas por fenômenos de desenvolvimento lento, como a seca, são algumas das formas de deslocamento desencadeadas por desastres, que, com a mudança do clima, tendem a se tornar cada vez mais frequentes e intensos.

exposição refúgio climático
Foto: Divulgação | Museu da Imigração e ONU

Em um cenário tão complexo, a abordagem escolhida na exposição foi a de fluir junto às pessoas e às organizações que estão se mobilizando e pensando sobre os desafios atuais. Três módulos compõem a exposição: Tempo de Saber, Tempo de Agir e Tempo de Sentir, contam com recursos de instalações, vídeos, conteúdos em realidade virtual, dados de observatórios e instituições, fotos, depoimentos e objetos.

“A mudança global do clima tem impactos negativos significativos em ecossistemas, recursos hídricos e vida humana. Essa nova exposição do Museu da Imigração traz um tema urgente e reativa o grande desafio de sensibilizar a consciência coletiva sobre as situações emergenciais que alteram as condições de sobrevivência e podem resultar em um aumento nos deslocamentos forçados de pessoas”, explica Alessandra Almeida, diretora-executiva do Museu da Imigração.

exposição refúgio climático
Foto: Divulgação | Museu da Imigração e ONU

O meio ambiente sempre foi um fator de migração, e os deslocamentos ao redor do mundo mostram como as sociedades são afetadas por outras espécies ou pelos ciclos naturais. Além do panorama atual e das perspectivas do futuro, a exposição contextualiza o papel da Hospedaria de Imigrantes do Brás – prédio que abriga hoje o MI – em histórias sobre acolhimento por consequências de questões ambientais, como a Grande Seca, no século XIX, que expulsou milhares de cearenses para outras partes do País, e as enchentes em São Paulo da década de 1920.

- Publicidade -

Por meio de diversas trajetórias e histórias, em Mova-se! Clima e deslocamentos o público entrará em contato com as estratégias atuais de conscientização, campanhas e projetos das principais instituições que lidam com o colapso climático e a extrema desigualdade.

exposição refúgio climático
Foto: Divulgação | Museu da Imigração e ONU

“A decisão de permanecer em um local fortemente afetado pela mudança do clima ou deixar para trás esse vínculo em busca de uma vida melhor em outro lugar é sempre muito dura. Mas temos um valioso recurso para mostrar às pessoas o impacto desses deslocamentos impulsionados pelo clima: a arte, e por isso a ONU Brasil se uniu ao Museu da Imigração nesta bela exposição”, completa Silvia Rucks, coordenadora residente da ONU no Brasil.

Mova-se! Clima e deslocamentos

  • Em cartaz até janeiro de 2025
  • Museu da Imigração (Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 – Mooca – São Paulo/SP CEP: 03164-300)
  • Funcionamento: de terça a sábado, das 9h às 18h, e domingo, das 10h às 18h (fechamento da bilheteria às 17h)
  • R$ 16 e meia-entrada para estudantes e pessoas acima de 60 anos
  • Grátis aos sábados e, todos os dias, para as crianças até 7 anos
exposição refúgio climático
Foto: Divulgação | Museu da Imigração e ONU

- Publicidade -