- Publicidade -
manchas de roupas
Foto: Mediamodifier | Unsplash

As confraternizações de fim de ano são marcadas por mesa farta e descontração. Entre brindes e comilanças, imprevistos como respingos de molhos e bebidas na roupa nova são comuns. Para eliminar manchas indesejáveis e recuperar suas roupas, José Previero, especialista em higienização da Quality Lavanderia, compartilha algumas dicas. Confira abaixo.

- Publicidade -

Manchou, limpou. Se demorarmos muito para lavar a mancha, ela se fixará com mais rigor nas fibras do tecido, tornando mais difícil a sua remoção. Desta forma, quando limpamos a mancha de imediato somente com água fria, mesmo que para retirar somente o excesso, ela sairá com mais facilidade quando a peça for posteriormente lavada.

manchas de roupas
Limpar a mancha de imediato faz toda a diferença. | Foto: Micaela Parente | Unsplash

Antes de tudo, água e sabão. Há manchas que nos trazem um pouco mais de dificuldade para a remoção, neste caso, recomenda-se a utilização de alvejante. “Antes de alvejar qualquer roupa, no entanto, é necessária uma pré-lavagem com água fria e sabão, caso contrário, ao inserir o alvejante direto na peça, a mancha pode se fixar no tecido, em vez de ser retirada”, explica Previero.

Tipos de manchas e cuidados especiais

Além dos cuidados gerais, há outras soluções que vão de acordo com o tipo de sujeira, lembre-se de que cada caso é um caso.

Bebidas: As manchas causadas pelos vinhos tintos requerem, além da lavagem, que a peça fique de molho no alvejante. Para peças brancas, pode-se utilizar alvejante clorado, já para peças coloridas o alvejante deve ser à base de peróxido de hidrogênio. É importante lembrar que na utilização do alvejante oxigenado é necessário diluí-lo na água quente para mais eficiência.

- Publicidade -
manchas de roupas
Respingos de bebidas podem manchar a peça nova, mas o estrago pode ser revertido. | Foto: Anton Mislawsky | Unsplash

Para manchas causadas por sucos e refrigerantes, o processo de lavagem é o mesmo. “Geralmente, o álcool sai com facilidade da maioria dos tecidos. A seda é uma exceção, pois poderá destruir os corantes desse tecido, que acaba saindo na lavagem, junto com a mancha, deixando a roupa desbotada”, afirma o especialista.

Gorduras: As manchas causadas pela gordura quente, são um pouco mais complicadas para remover. Para isso, é necessário a utilização de uma solução com pequena quantidade de detergente de cozinha (65%) e removedor tipo varsol (35%). Basta aplicar a solução no local da mancha, friccionando com delicadeza. Feito isso, deixe a solução agir por cerca de cinco minutos e depois lave normalmente.

Molho: Os molhos tendem a ser um pouco mais fáceis. Neste caso, podem ser lavados com água fria e sabão. Se houver excesso de gordura, fique à vontade para utilizar a solução acima.

- Publicidade -

Frutas: As frutas podem ser grandes vilãs, no caso, aquelas que com excesso de corante, por exemplo, amora, cereja e ameixa. Além dos cuidados básicos de lavar com sabão e água fria, há necessidade de utilizar alvejante oxigenado e água quente. Se fizer este processo em uma máquina de lavar, programe o aparelho para uma pré-lavagem com água fria, para depois realizar uma lavagem com água quente (± 60ºC), sabão e alvejante.

roupas brancas
Uma pré-lavagem com água fria e sabão é essencial. | Foto: Divulgação

“Todas essas dicas vão de acordo com o tecido em questão. As fibras naturais, como algodão, linho, seda e lã, geralmente absorvem mais as sujeiras, devido ao alto grau de hidrofilidade (capacidade de absorver água) que possuem. Já os tecidos sintéticos têm hidrofilidade baixa, que ajuda a minimizar a absorção das sujidades. Então, além desses cuidados, é importante ficar de olho nas etiquetas das peças para agir de acordo com as indicações do fabricante”, finaliza Previero.