Já é possível ser sustentável até na hora de dormir. Isso porque a empresa Trisoft desenvolveu um sistema que reaproveita garrafas plásticas para fabricar colchões. O produto substitui as lâminas de espuma e de feltro que são utilizadas nos modelos tradicionais.

O processo é simples: as garrafas são coletadas, lavadas e transformadas em flocos. Logo depois eles são processados por um maquinário. O sistema, chamado de PETFOM, inclui prensa, corte, lavagem, secagem, além do uso de máquinas extensoras, estiradoras e estufas, para dar forma à fibra.

Em um colchão de casal são reaproveitadas 1.260 garrafas. É uma opção boa para o meio ambiente, pois reduz a quantidade de resíduos e evita o uso de outros recursos da natureza. A empresa também se beneficia a partir do momento que economiza no investimento que deveria ser dado em matérias-primas totalmente novas.

A companhia responsável pela fabricação destes colchões garante que o material não prejudica o conforto. A tecnologia já tem patente requerida e será licenciada pela empresa para que seja aproveitada na indústria brasileira. Outra característica interessante do colchão de PET é que se ele precisar ser descartado, também pode ser reciclado.

Para quem se interessa em adotar algumas mudanças ecológicas em casa, veja aqui 5 dicas para ter um quarto sustentável e seja sustentável até dormindo. Com informações do Terra.

Redação CicloVivo

 

 

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.