O “Edifício Animado” é um projeto feito pelo escritório norte-americano de arquitetura B + U, com o intuito de mostrar que a arquitetura e tecnologia podem existir em harmonia com a natureza. O prédio foi planejado para a capital peruana, Lima.

A inspiração para os arquitetos veio de padrões da natureza, dos movimentos e das cores. O resultado foi o projeto de um edifício interativo e inteligente. É bastante perceptível que a equipe deixou a homogeneidade e simetria de lado, investindo em formas soltas e animadas.

O prédio possui 20 andares de altura e o cuidado mais evidente está na forma aplicada às janelas. Não se trata apenas de uma inovação substancial no design, mas também na funcionalidade. Elas exercem realmente a função de promover a troca energética entre o ambiente interno e externo, ao contrário de muitos edifícios em que as janelas acabam servindo apenas para a entrada da iluminação natural.

Ainda em fase de projeto, o prédio deve ser construído com estacionamento subterrâneo, com capacidade para 90 carros, e a finalidade é de que este seja um prédio de uso residencial. Além de um espaço para um café no térreo, os moradores contarão com dois jardins, terraço, piscina e vista para um campo de golfe.

Os detalhes externos da construção serão feitos em gesso e fibra de vidro translúcida. Eles também serão iluminados com lâmpadas de LED. As janelas serão revestidas com películas fotovoltaicas, que fornecerão energia limpa aos moradores. Com informações do ArchDaily.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.