Inicio Vida Sustentável Entenda as diferenças entre o veganismo e o vegetarianismo

Vida Sustentável

Entenda as diferenças entre o veganismo e o vegetarianismo

Nos últimos anos, houve um aumento significativo de adeptos de ambas as práticas.

8 de fevereiro de 2017 • Atualizado às 09 : 52

De acordo com a especialista, o veganismo é uma filosofia de vida. | Foto: iStock by Getty Images

Entenda as diferenças entre o veganismo e o vegetarianismo
1.68K
1

A preocupação crescente com a saúde, o meio ambiente e o respeito aos direitos dos animais, faz com que o cuidado com a alimentação seja tratado com cada vez mais atenção. Para se ter uma ideia, apenas no Brasil, são mais de 15 milhões de pessoas que não consomem carne, conforme atestou pesquisa realizada pelo IBOPE, em 2012. Porém, dentro desse universo que ganha cada vez mais adeptos existem certas divisões e terminologias que diferenciam as práticas de cada grupo. E a principal delas é: Quais as diferenças entre um vegano e um vegetariano?

Segundo Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, a principal diferença entre as duas práticas é que o vegetariano não consome carne, mas ainda tem em seu cardápio alimentos de origem animal, como o ovo e o leite. “Já os veganos excluem da dieta todo e qualquer produto de origem animal, além disso, também não consomem nada que seja testado em animais ou possuem alguma matéria prima animal, como certos remédios, sabonetes, maquiagens, sapatos, cosméticos em geral, entre outros”, explica.

Portanto, de acordo com a especialista, o veganismo é uma filosofia de vida. “Ser vegano não está relacionado apenas com a alimentação, mas sim com um estilo de vida, que procura evitar a exploração de animais para a fabricação de produtos, sejam eles alimentícios ou não”.

Benefícios de excluir a carne do cardápio

Cyntia ainda destaca que o fato de não comer carne (no caso dos vegetarianos) ou nada de origem animal (no caso dos veganos) não implica necessariamente em uma alimentação saudável, até porque essas dietas não abolem refrigerantes e doces, por exemplo.

Então, para que a substituição da carne seja feita com sucesso, o segredo é uma ingestão equilibrada de verduras, grãos, leguminosas. “Uma alimentação vegetariana ou vegana de baixa gordura, e grandes quantidades de fibras, ferro, cálcio e vitaminas resulta diretamente na queda dos índices glicêmicos e na redução do colesterol, o que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares, além de diminuir o risco de desenvolvimento de câncer, principalmente o colorretal”.

Além disso, como priorizam a saúde e evitam usar recursos que afetam o ambiente e os animais, vegetarianos e veganos, em sua maioria, são pessoas com hábitos menos sedentários. “Muitos trocam o carro pela bicicleta, praticam caminhadas ou esportes ao ar livre para terem contato com a natureza”.

alimentos_vitaminados

Foto: iStock by Getty Images

Vitamina B12

Porém, apesar dos seus inúmeros benefícios, a consultora alerta que quem opta por excluir a carne da dieta, deve acompanhar constantemente os níveis da vitamina B12, que está presente apenas na proteína animal, leite, queijos, ovos e suplementos. “Caso percebam alguma alteração, devem buscar orientação médica para que seja ministrada uma correta suplementação do nutriente. Esse acompanhamento é muito importante, principalmente, para dietas estritas vegetarianas. Em relação aos outros nutrientes, eles podem ser facilmente encontrados em alimentos vegetais, dos quais destaco ervilha, chia, feijão, grão de bico, quinoa, nozes, gergelim e soja como os mais completos”.

Por fim, Maureen destaca que o mais importante quando o assunto é vegetarianismo e veganismo é a informação. “Quanto mais a pessoa conhecer a procedência do que consome, as necessidades do próprio corpo e a composição de uma dieta equilibrada, que seja capaz de fornecer os nutrientes necessários, mais certeza ela terá de que está no caminho certo quanto aos seus hábitos alimentares, melhorando assim sua qualidade de vida”, conclui.

(1684)

Comentários

logo
Fechar
Abrir
logo