Inicio Meio Ambiente Anfíbio raro em risco de extinção é identificado em Santa Catarina

Meio Ambiente

Anfíbio raro em risco de extinção é identificado em Santa Catarina

Sua população é pequena e habita fragmentos preservados de mata ciliar.

20 de abril de 2017 • Atualizado às 09 : 19
Anfíbio raro em risco de extinção é identificado em Santa Catarina

A perereca-de-vidro é um anfíbio raro e ameaçado de extinção. | Foto: Klabin/Divulgação |

608
0

Pela primeira vez, a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPNE) Complexo Serra da Farofa registrou um exemplar de perereca-de-vidro, anfíbio raro e ameaçado de extinção. A unidade de conservação e preservação ambiental é mantida pela empresa produtora de papéis Klabin.

A espécie Vitreorana uranoscopa, que mede entre 19 a 25 mm, é típica da Mata Atlântica Sul do país e pertence à família Centrolenidae. Sua população é pequena e habita fragmentos preservados de mata ciliar e, em épocas reprodutivas, realiza a desova nas folhas que pendem sobre as águas dos riachos. As principais particularidades dessa espécie são o corpo translúcido e sua vocalização, que se assemelha a uma colher que bate em um copo de cristal, som que permitiu que a perereca fosse encontrada.

A identificação do anfíbio foi possível devido às atividades de monitoramento da fauna realizadas pela Klabin, registro que confirma a importância de se manter um ambiente intocado que demonstre condições ideais para manutenção da biodiversidade. Além da perereca-de-vidro, foram diagnosticadas nesta RPPN outras 79 espécies, entre anfíbios, répteis, aves e mamíferos, das quais seis encontram-se nas listas vermelha de espécies ameaçadas de extinção e utilizam esta unidade de conservação como abrigo.

A Klabin mantém programas de monitoramento ambiental da fauna silvestre há 14 anos em Santa Catarina e, durante este período, já identificou mais de 350 espécies da fauna regional nos mais de 11 mil hectares monitorados pela companhia.

(608)

logo
Fechar
Abrir
logo