Na vida corrida dos centros urbanos, garantir uma alimentação saudável pode ser um desafio, tanto na rua quanto em casa. Por isso, cultivar uma horta em casa pode ser uma boa alternativa às hortaliças vendidas em supermercado. Pode parecer um desafio ainda maior fazer o cultivo em casa, mas não é bem assim. Além de se certificar que está consumindo um produto orgânico, portanto mais saudável, pode ser também uma boa atividade mental, como afirmou o comerciante Marco Antônio Pinheiro Machado, o Marquinho Biggs, que cultiva uma horta com mais de 150 espécies na laje da sua casa em Rio Novo, MG.

Costume de família

Em entrevista ao CicloVivo, Marquinho conta que o costume de cultivar horta vem desde seus pais. “Minha família sempre teve horta em casa, o que ajudava na melhoria da nossa alimentação. Eu particularmente achava muito legal plantar, cuidar e ver o resultado final com as plantas se desenvolvendo e eu aproveitando e melhorando meu cardápio com alimentos frescos. Desde muito pequeno, tipo três ou quatro anos, sempre que podia eu ia com meu pai onde ele plantava . E aí que começou meu amor por plantas”.

Conheça a história de completa de Marquinho clicando aqui.