curar ressaca
Foto: Caglar Araz | Unsplash

Além das marchinhas e dos blocos de rua, outra companheira dos foliões durante o carnaval é a famosa ressaca. O conjunto de sintomas todos já conhecem: dor de cabeça, náuseas, boca seca, dor de estômago, tontura e diarreia, entre outros. Para a alegria daqueles que costumam exagerar na comemoração, existem alimentos que ajudam a amenizar o mal estar.

Segundo Mohamad Barakat, endocrinologista e especialista em fisiologia do exercício e nutrologia, é possível diminuir os problemas com a alimentação correta antes e depois da ingestão de bebidas.

“Além de ingerir bastante água durante uma dose e outra de álcool, é indicado evitar alimentos processados, além daqueles que contenham carboidratos refinados, açúcar, farinha branca, lactose, glúten e corantes. Essas substâncias fazem com que você se intoxique mais rápido e ainda podem aumentar os sintomas da ressaca após a bebedeira”, explica.

Além de se preparar para a festa, os foliões ainda podem contar com uma série de alimentos que ajudam a minimizar os efeitos da ressaca, auxiliando na recuperação. Sucos detox, por exemplo, ajudam a amenizar os efeitos adversos, assim como saladas e chás limpam o fígado. Além disso, é bom evitar o consumo de carnes durante as próximas 48 horas.

O especialista ainda ressalta que não existe um remédio que cure todos os efeitos de uma noite de bebedeira. Dessa forma, o importante é sempre manter o corpo hidratado com o consumo de muita água ou água de coco natural.

“Ainda assim, existem ótimas opções naturais que ajudam a ‘segurar a barra’ após a bebedeira. A lista de apoio é extensa: gengibre e hortelã para diminuir a náusea, alecrim e pimenta-vermelha para dor de cabeça e canela para normalizar os picos de glicose, boldo e chá verde para desintoxicar o fígado, spirulina e aloe vera dão um reforço ao estômago para diminuir dor e acidez. Além disso, temos abacate, hibisco, cavalinha e dente-de-leão para diminuir o inchaço e a retenção hídrica”, conta o nutrólogo.