endorfina bem estar
Foto: iStock

Sabe aquela sensação de bem-estar, alegria, bom humor e satisfação? Ela é causada pela endorfina, conhecido como o “hormônio da felicidade” que traz uma série de benefícios para o corpo humano.

Em momentos difíceis, como os que estamos vivendo, é importante manter hábitos saudáveis para garantir a saúde física e mental. E, entre estes hábitos, existem alguns que potencializam a produção de endorfina, hormônio especialmente importante nesta situação.

“A endorfina é um hormônio, produzido pela hipófise (anterior) no cérebro. O nome vem de endo (dentro) morfina (um analgésico natural)”, explica a fisiologista Débora Garcia.

Segundo ela, a endorfina tem ainda diversos efeitos no metabolismo que ainda precisam ser mais estudados, “mas o que já sabemos é poder analgésico dela, traz sensação de bem estar, conforto, bom humor e alegria”. Entre outros benefícios, a fisiologista cita a diminuição de desconforto muscular, função na memória e aprendizado, no apetite e no ciclo menstrual.

Hábitos e escolhas

Existem alguns hábitos que ajudam a produzir e liberar este hormônio “A atividade física executada da maneira correta e a meditação são grandes aliadas para quem deseja esta sensação de bem-estar, assim como procurar pessoas e situações que nos façam sorrir ou até mesmo dar boas gargalhadas também ajudam muito. Comer chocolate e ter relações sexuais também estão nessa lista”, orienta.

O contato com a natureza também é uma importante fonte de bem-estar, sendo inclusive receitados por médicos como uma forma de manter a saúde em dia. Alguns estudos mostraram que mexer com a terra pode ter ação similar ao uso de alguns antidepressivos.

natureza bem-estar
Foto: iStock

Alguns alimentos, não só o chocolate, também têm influencia direta no nosso humor e podem nos ajudar a enfrentar dias difíceis quando são ingeridos com regularidade. Outras comidas são indicadas para diminuir a ansiedade, tão comum nos dias de hoje.

Vale lembrar que existem outros hormônios que agem na sensação de felicidade: Serotonina, Dopamina e Ocitocina. “Dopamina é um neurotransmissor que nos traz a sensação de prazer. Pode ter grande relação com motivação, pela sua função no mecanismo de recompensa no cérebro. Por exemplo, quando colocamos uma meta e a alcançamos. Estas metas podem ser das mais simples às mais complexas, como fazer uma receita, se exercitar ou juntar dinheiro”, explica a fisiologista.  

sorriso presente
Procure situações e pessoas que te façam sorrir. Reserve momentos do seu dia par o que te faz bem. Ter essa escolha como um hábito, faz muita diferença. Foto: Frank Bush | Unsplash

Já a Serotonina “é um neurotransmissor do bem-estar e prazer, regulação do apetite, inibe a ira, a agressividade, tem relação com o humor e com o sono, está ligada a nossa felicidade. Tendo em vista a sua relação direta com transtornos como por exemplo a depressão que pode estar com o sistema serotoninérgico alterado”.

Uma curiosidade, reforça Débora, é que “apesar de não ser um hábito, quando estamos apaixonados liberamos mais endorfina também”, completa.