Cuidar da saúde física e mental está entre as recomendações para enfrentar este período de isolamento social. Neste sentido, praticar exercício em casa é uma alternativa para ser adotada na rotina.

Alguns podem se perguntar qual atividade é mais recomendada, mas não há uma resposta única. Para além das técnicas que dependem de aparelhos e/ou espaço, é preciso entender qual atividade mais combina com você. Começar já é difícil, imagine optar, em plena pandemia, por algo que você não gosta. Dito isso, vamos às dicas.

Logo no início do isolamento social, o CicloVivo conversou com o personal trainer Lucas Piero, ex-atleta da seleção brasileira de rugby, que criou três treinos, para três perfis diferentes: idosos e pessoas que não estão habituadas a se exercitarem, quem pratica atividades físicas moderadamente e aqueles que tem um rotina de treinos mais intensa.

Confira as sugestões listados por ele: Personal trainer prepara treinos para se fazer em casa.

Também os governos estaduais estão disponibilizando dicas de profissionais em seus canais de comunicação. Exemplo disso é o Programa Mova Minas, lançado na última terça-feira (12) em Minas Gerais. Quatro vídeos já estão disponíveis no Youtube.

Já a Superintendência dos Desportos do Estado Bahia (Sudesb) está usando o Instagram para publicar vídeos diários de profissionais de Educação Física. As orientações integram o projeto #QuarentenaSaudavel, acompanhe aqui.

A capital pernambucana criou o Movimenta Recife. Os exercícios são divididos em três níveis: iniciante, intermediário e avançado. Além disso, há ainda um tópico para quem quer melhorar o condicionamento físico por meio da dança, yoga ou outras práticas zen.

Ainda na linha do Recife, importante polo cultural do país, o Instituto Brincante criou o #Brincanteemcasa. Durante 40 dias, o Instituto vai lançar aulas de dança, percussão, canto e brincadeiras em seu canal no Youtube. É uma forma de se mexer ao mesmo tempo que aprende um pouquinho mais sobre a cultura popular brasileira.

Professores da USP também estão disponibilizando sugestões online. Um dos grupos é formado por pesquisadores de Fisiologia Aplicada e Nutrição, que mesmo antes da pandemia compartilhava ótimos debates no canal Ciência InForma.

Ainda o Centro de Práticas Esportivas da USP (Cepeusp) preparou uma série de vídeos, tendo destaques aulas de capoeira, yoga e pilates. Confira aqui.

ATENÇÃO: É importante se manter ativo, mas se estiver com sintomas gripais é melhor evitar exercícios físicos, uma vez que seu organismo estará voltado para combater a infecção.

Veja ainda:

Fisioterapeutas dão dicas de exercícios para idosos

Técnica de 18 minutos de exercícios pode salvar seu dia

Para além da Covid-19, saiba mais sobre os benefícios dos exercícios:

Hormônio do exercício pode prevenir amnésia do Alzheimer

5 outras razões para começar uma atividade física hoje

Como o exercício físico pode ajudar o sono