Na última quarta-feira (30), o Governo Federal anunciou um aumento de 6,6% no litro da gasolina. Para o diesel, o reajuste de 2013 foi menor, chegando a 5,4%. Já que os preços da gasolina estão lá em cima, que tal encarar a situação pelo lado positivo? Agora, não há mais desculpas para que você deixe o carro na garagem e aumente sua qualidade de vida.

Veja abaixo cinco dicas para driblar o aumento da gasolina:

Carona solidária

Esta é uma das melhores opções para as pessoas que não abrem mão de usar seus carros: a carona solidária é uma forma de compartilhar aqueles veículos que, muitas vezes, levam apenas o motorista e mais um passageiro.

Reunindo os colegas de trabalho, da universidade, ou ainda, dando carona para os amigos do seu filho até a escola, você estará contribuindo não só com o meio ambiente, mas também com o trânsito e com o bolso, uma vez que todos os passageiros podem dividir a gasolina que entrará no tanque. Além disso, a carona solidária é uma excelente forma de socialização.

Bicicleta

A bike é o meio de transporte mais eficiente para quem não quer gastar com combustível e ainda estabelecer uma relação mais íntima com o lugar em que vive. “Quem pedala, vê, sente o cheiro, o clima, as sensações da rua”, diz Cadu Ronca, idealizador da ONG Aro Meia Zero. Além disso, andar de bike é um exercício individual que a traz inúmeros benefícios ao corpo, desde a primeira pedalada.

Se você ainda não tem a sua bicicleta, esta pode ser a época perfeita para adquirir uma: comparando os gastos – não apenas de gasolina, como também de estacionamentos e outras despesas – você chegará à conclusão de que é muito mais saudável e vantajoso se deslocar de bicicleta pelas grandes cidades.

Ir a pé

Quem tem a sorte de trabalhar a poucos quilômetros de casa pode aproveitar a oportunidade para fazer uma atividade física na ida e na volta do escritório. Caminhar até o trabalho melhora o humor e ativa os hormônios responsáveis por espantar o nosso sono.

No entanto, se você mora longe ou tem medo de chegar suado ao trabalho, aproveite para praticar a atividade física na hora de frequentar os lugares em que você normalmente iria de carro. Deixe a preguiça de lado e aposte nas pernas para percorrer curtas distâncias – como ir até o mercado ou ao banco, por exemplo.

Transporte coletivo

Embora as opções de transporte público sejam ruins na maioria das cidades brasileiras, é preferível andar de ônibus, trem ou metrô do que tirar o carro da garagem, principalmente em horários alternativos. Isso porque existem determinadas rotas e certos períodos do dia em que os meios de transporte público não estão abarrotados de gente.

Aproveite que a maioria das estações e pontos de ônibus está localizada em lugares estratégicos da cidade, onde geralmente são registrados muitos congestionamentos e o preço dos estacionamentos é maior.

Dividir um táxi com os amigos para voltar pra casa

Dividir um táxi é a melhor saída na hora de voltar para casa, principalmente depois de curtir a noite com os amigos. Assim, você pode sair despreocupado e até beber algumas cervejinhas, desde que o faça com moderação. Mesmo sendo a mais cara das opções, é mais seguro dividir o táxi do que voltar para casa de carro no final da noite.

Por Gabriel Felix – Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.