Bombeamento solar fotovoltaico entenda o que é e como funciona
Imagem: Divulgação
- Publicidade -

Em tempos de alta na conta de luz, não há quem não repense em formas de reduzir o consumo de energia elétrica. Seja nos negócios ou nas residências, a utilização de energias renováveis vem sendo amplamente avaliada e implementada com o intuito de promover economia e sustentabilidade. Dentro deste contexto, o sistema de bombeamento solar fotovoltaico é uma das alternativas, sobretudo nos locais mais remotos.

O que é bombeamento solar fotovoltaico?

Trata-se de um sistema útil para bombear água, abastecer pequenas comunidades ou irrigar plantações, composto por uma bomba solar que é alimentada pela energia do sol, a qual é captada por um painel solar fotovoltaico. “A bomba solar funciona por meio do efeito fotovoltaico: a placa fotovoltaica recebe a energia solar nas células fotovoltaicas e transforma essa radiação em energia elétrica, que alimenta a bomba”, afirma Livimar Júnior, especialista da Kinsol, rede especializada em soluções por meio da energia solar.

Segundo o executivo, este sistema é normalmente aplicado no bombeamento de água em sítios e fazendas e na extração de águas de poços. Entre as aplicações mais comuns, estão a irrigação de cultivos, abastecimento de água para residências, movimentação de água de cisterna para caixas d’água e transporte de água de poços artesianos para caixas d’água.

- Publicidade -
Bombeamento solar fotovoltaico entenda o que é e como funciona
Imagem: Divulgação/Kinsol

Dimensionamento e instalação

Conforme Livimar explica, a escolha dos componentes do sistema precisa levar em consideração o volume bombeado e os dados do local, como horas de sol e altura manométrica (altura que uma bomba consegue levantar um líquido). “Em seguida, é fundamental averiguar a existência de uma bomba. Caso haja, dimensionar o sistema para ligá-la; caso não, calcular um sistema para suprir o volume que será bombeado”, esclarece ele.

Outro passo fundamental é dimensionar o sistema gerador, levando em conta sua potência, tensão e corrente dos módulos fotovoltaicos. Por fim, dimensionar o inversor, calculando potência, tensão e corrente que atuará no sistema. “Fica ainda a critério do profissional que fará a integração do sistema avaliar a finalidade da motobomba que será utilizada. Hoje, existem dois tipos delas: a de superfície, utilizada para aspirar água com a ajuda de um tubo de sucção, e a submersa, utilizada dentro dos poços, podendo alcançar uma profundidade maior”, esclarece o especialista.

Benefícios do bombeamento solar fotovoltaico

Entre as vantagens do bombeamento solar fotovoltaico, está a economia de até 95% na conta de luz, sem falar na valorização do imóvel. “Alguns municípios promovem o IPTU Verde, incentivo que reduz o valor do imposto que possui geração de energia renovável como a fotovoltaica”, diz o executivo da Kinsol. Ele finaliza lembrando que, a implantação desse sistema evita a geração de gás carbônico na atmosfera, contribuindo para o meio ambiente.

LEIA TAMBÉM:

- Publicidade -