Califórnia exige que moradores destinem sobras de alimentos para a compostagem
Foto: Tim Jewett | Wikimedia Commons (CC2.5)
- Publicidade -

Os californianos começaram o ano novo com o lançamento de uma lei que vai mudar a forma como descartam seus resíduos orgânicos, principalmente restos de comida e sobras de cozinha. O projeto de lei 1383 do Senado exige que todos os moradores e empresas separem esses resíduos orgânicos dos outros lixos e destine-os para compostagem.

O lixo orgânico quando despejado em aterros sanitários tradicionais se decompõe e produz o metano, um gás 80 vezes mais capaz de aquecer a Terra do que o dióxido de carbono. Para retardar o avanço do aquecimento global, o estado da Califórnia (EUA), quer dar novo destino para este resíduo.

A ideia é direcionar o material para centros de compostagem ou instalações de digestão anaeróbica, onde podem ajudar a inserir o carbono de volta ao solo, ou capturar o gás natural para, por exemplo, abastecer os caminhões de lixo.

- Publicidade -

A lei será implementada gradualmente nos próximos meses e vai englobar residências, empresas, escolas e instituições públicas. A data de início real vai variar dependendo de cada distrito e de sua capacidade de atender a nova demanda.

Penalizações

A lei prevê ainda multas que poderão ser aplicadas caso o resíduo orgânico não seja separado de outros resíduos, porém essas cobranças estão programadas somente para 2024. Os moradores e empresários deverão consultar seus governos locais e transportadores de resíduos para conhecer as regras específicas para suas comunidades. 

O que é considerado resíduo orgânico

Segundo o regulamento, os resíduos orgânicos não se limitam a cascas de frutas e legumes, “todas as partes possíveis de alimentos serão aceitáveis, incluindo carne cozida, ossos, peixe, sopas e pequenas quantidades de gordura.”

Compostagem doméstica

Os resíduos orgânicos também podem ser compostados em casa ou levados para um local de compostagem comunitário. O programa da maioria das comunidades ainda envolvem educação ambiental, workshops de compostagem e descontos para compra de composteiras e minhocários.

Keith Lilley, vice-diretor das Obras Públicas do Condado de Los Angeles, ressalta que os gases que aquecem o clima também podem ser evitados com a redução do desperdício de alimentos. “Moradores e empresas devem comprar com propósito, armazenar os alimentos conscientemente, preservar os alimentos e aprender a gerenciar o excesso de alimentos”.

Mais detalhes no site do governo CalRecycle.

LEIA TAMBÉM:

- Publicidade -