Um projeto desenvolvido em Carapicuíba, cidade vizinha a São Paulo, vem chamando a atenção de muitas pessoas, principalmente daquelas que vivem em ambientes urbanos, cercadas por concreto e asfalto. Apelidada de “aquatória” (uma junção entre água e rotatória), a intervenção foi idealizada por Nik Sabey, do Novas Árvores Por Aí, uma iniciativa que tem como objetivo criar mais espaços verdes e permeáveis em cidades.

O Novas Árvores Por Aí desenvolve diversos mutirões para plantio de árvores nativas e construção de jardins e canteiros de chuva. E foi na busca por um local para uma nova intervenção que surgiu a ideia da aquatória.

Nascentes e olhos d’água

Na rua larga e sem saída onde está localizado o canteiro, existe uma nascente, onde brota água limpa constantemente. Essa água costumava correr pelo meio fio e era então descartada direto para uma boca de lobo. Com o olhar treinado de Nik, que já atua com paisagismo e permacultura, viu-se ali uma solução. Por que não utilizar essa água e incorporá-la ao espaço urbano? Assim as plantas não precisariam de rega e o lençol freático seria novamente recarregado.

Nik conseguiu viabilizar o projeto graças ao Verdejando, projeto da Rede Globo que traz o verde de volta para as cidades. Com a ajuda também da Prefeitura de Carapicuíba, a ideia do ambientalista então foi colocada em prática: desviaram a água canalizando-a para o centro da rua, criando assim um lago circundado por uma faixa de terra. Toda a água da nascente foi desviada para o local, o excedente corre para a antiga boca de lobo que antes recebia a água diretamente.

Foto: Marcelo Costa | Selvagem Urbano

Depois da obra pronta, foram plantadas espécies de plantas nativas comuns de beira de brejo. Essas espécies gostam de muita água, o que não falta por ali. Dentro do lago foram colocadas plantas aquáticas e até mesmo pequenos peixes.

O resultado da aquatória ficou incrível e surpreendeu a todos. Hoje, apenas três meses após ser implementado, o local é um verdadeiro oásis, cercado por flores e visitado por pássaros e insetos, como borboletas e libélulas.

Foto: Nik Sabey | Novas Árvores Por Aí

Nik falou ao CicloVivo sobre a importância da intervenção paisagística da aquatória. “No ambiente urbano essas nascentes são muito maltratadas e desrespeitadas, ou se enterra, ou se canaliza. Mas são elas que abastecem nossos mananciais. Respeitar uma nascente e usá-la no paisagismo é de extrema relevância para o meio ambiente.”

O projeto também plantou em um terreno próximo diversas espécies nativas da Mata Atlântica e do Cerrado, características do local, que tem bioma misto.  “O relacionamento da vegetação com a água é essencial. Preservando a vegetação, nós preservamos as nascentes e vice-versa”, comentou o ambientalista.

Foto: Nik Sabey | Novas Árvores Por Aí

Marcelo Costa, educador ambiental, participou do projeto e mora em frente à aquatória. “A população do bairro ganhou um meio ambiente bem mais bacana e saudável de se viver, com contato com as plantas e com os animais que a vegetação e a água têm atraído. Aos finais de semana as crianças e famílias têm vindo pra cá, se tornou um cantinho querido aqui na região.”

Foto: Nik Sabey | Novas Árvores Por Aí

A intenção de Nik é que projetos como esse se espalhem pelas cidades. “Essa proposta pode ser aplicada em diversos outros endereços e localidades. Basta praticarmos o exercício da mudança de olhar. Olhar para o espaço, olhar para as nascentes, olhar para o uso da água nesse contexto e inseri-la como protagonista no paisagismo. E por que não mapear onde existem nascentes que podem ser melhor aproveitadas dentro do paisagismo urbano?”, finaliza.

O projeto do Novas Árvores Por Aí contou com a parceria do Projeto Ressavanar, Anjos da Mata Atlântica, Selvagem Urbano, e com o apoio da Prefeitura de Carapicuíba e da Rede Globo, com a iniciativa Verdejando.

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.