Mulheres e Agroecologia: transformando o campo, as florestas e as pessoas. Este é o título do material que reúne as trajetórias de vida de mulheres que participam ativamente de movimentos agroecológicos no Brasil. O trabalho está disponível online e gratuitamente.

As mulheres escolhidas fazem parte de organizações sociais organizados em uma rede de entidades e de pessoas, a Articulação Nacional de Agroecologia (ANA). Elas são protagonistas de mudanças sociais importantes no campo brasileiro, promovendo a produção ecológica desde o nível local, ao mesmo tempo em que pressionam por mudanças políticas mais gerais, em nível nacional e internacional.

O livro analisa o aparecimento das mulheres como sujeitos políticos a partir de uma abordagem ecofeminista, combinada com as trajetórias de vida e da construção dos movimentos sociais e ecológicos no campo brasileiro, mostrando que a emergência dessas lideranças é, ao mesmo tempo, fruto dessas lutas sociais, mas também um elemento desestabilizador dentro desse campo, pela atuação determinada dessas mulheres. Com os seus movimentos e organizações, elas estão transformando o campo, a floresta e também as pessoas com quem se relacionam.

De autoria de Emma Siliprandi, o ebook foi organizado e publicado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pode ser acessado aqui.