Por Thiago Tadeu Campos*

Em saladas, molhos, pizzas e chás, o manjericão dá aquele sabor e aroma refrescante que tanto agrada a todos. De origem asiática, esse alimento já conquistou muitas hortas e receitas no Brasil por suas características culinárias e por sua facilidade de cultivo. Além disso, diferentes partes desta planta podem ser aproveitadas: os frutos secos para tempero de carnes; as folhas, in natura ou secas, podem compor as saladas, molhos, massas; as flores podem ser usadas como tempero também.

O manjericão ainda pode combater os enjoos, problemas de respiração, tem efeito antibiótico e antirreumático, é fonte das vitaminas A, B, C, E e K, e minerais, como Zinco, Cálcio, Manganês, Magnésio, Ferro e Potássio. Pode ser utilizado como repelente de insetos e, devido à sua flor, também é usada como planta ornamental.

Tipos de manjericão

Há alguns tipos de manjericão, como o manjericão de folha larga, também chamado de alfavaca (Ocimum basilicum), e o manjericão de folha pequena (Ocimum minimum). Algumas variedades de alfavaca são o manjericão canela, o manjericão toscano ou manjericão folha de alface, o manjericão limão, o manjericão italiano (usado para fazer pesto) e o manjericão roxo. Para saber qual variedade plantar, escolha aquela que melhor se adapta ao local que você tem disponível.

Nesse texto vou te dar todas as dicas de como plantar manjericão orgânico e garantir sempre esse tempero na sua horta orgânica.

Clima, solo e luminosidade

Foto: Tookapic | Pixabay

O manjericão cresce em climas tropicais e subtropicais, com temperaturas acima de 18ºC. Não tolera geadas. Já o solo fértil deve ser fofo, com boa drenagem, com pH entre 6 e 7.

Além de tudo isso, para que o manjericão se desenvolva bem é preciso que a planta fique exposta à pelo menos 6 horas de luz solar por dia. Portanto, ele pode ser cultivado em vasos e colocados em janelas bem ensolaradas.

Caso você não tenha um local que receba essa quantidade de luz solar por dia, você pode fazer uso da iluminação artificial, a qual deve atender a sua planta de 10 a 12 horas por dia.

Como fazer mudas de manjericão

Você pode plantar seu manjericão a partir das sementes ou a partir de estacas. Para as estacas, você irá plantar o manjericão na água, como vou explicar adiante.

No caso das sementes, faça a semeadura no local definitivo ou em um temporário. Caso queira fazer o transplante, espere que sua muda atinja pelo menos 10 cm de altura. Se estiver em um vaso, plante as sementes com distância de 2,5 a 5 cm. Quando fizer o transplante, plante as mudas a 15 cm de distância uma da outra, no mínimo.

Se optar por fazer estacas, você precisa encontrar um pé de manjericão que esteja saudável. Escolha um ramo de 10 a 15 cm e o separe da planta. Retire as folhas baixas e deixe somente as folhas no topo do ramo, para estimular o crescimento das raízes na parte de baixo. Coloque a estaca em um recipiente com água, que você deve trocar todos os dias e, em cerca de, sete dias você terá as raízes e uma muda pronta para ser plantada. Agora é só transferir para o solo e cuidar bem do seu manjericão.

Adubação e irrigação

Faça a adubação orgânica a cada 40 dias. Uma dica de adubo é o húmus de minhoca.

Já a frequência das regas deve ser a cada dois dias ou a cada três dias. Nunca encharque o substrato nem regue com maior frequência, pois o manjericão não precisa de muita água para viver bem.

Tratos culturais

Para ter sua planta com folhas mais saborosas, é preciso podar o manjericão. A poda deve ser feita nas flores, para que a energia vá toda para a folhagem. Você também pode retirar algumas folhas, para estimular o crescimento. Esse procedimento pode ser feito quando a planta tiver uns 15 cm de comprimento. No entanto, se seu interesse é nas flores, pode apenas algumas delas.

Para cuidar do manjericão, sempre verifique as condições de luminosidade, irrigação e adubação. Outro ponto importante é a ocorrência de “pragas” e doenças, como o ataque de lesmas, pulgões, besouro-japonês, larva minadora e fungos. As condições do ambiente podem ajudar a favorecer esses organismos. Por isso, faça o controle do local e utilize, se necessário, inseticidas orgânicos ou caldas: calda sulfocálcica ou calda bordalesa.

Colheita

Foto: Pezibear | Pixabay

A colheita pode ser feita a 40 dias da data do plantio, preferencialmente durante as manhãs. Para que ele não cresça muito em altura, colha sempre a folha de manjericão mais alta, mais nova. Caso você esteja colhendo as folhas inferiores, seu manjericão irá crescer mais em altura, ficará fino e pouco espesso.

Faça sua horta orgânica

Agora que você aprendeu tudo sobre como plantar manjericão orgânico, que tal colocar o conhecimento em prática? Faça sua horta orgânica e tenha à sua disposição esse tempero tão saboroso e rico.

*Thiago Tadeu Campos é especialista em Agricultura Orgânica e colunista do CicloVivo. Confira todos os artigos aqui.