Um novo material têxtil que é capaz de gerar energia a partir do sol foi criado por pesquisadores japoneses. O tecido construído com fios de células fotovoltaicas transforma a luz solar em energia elétrica.

Os cientistas esperam ter condições de fabricar roupas capazes de carregar um celular ou criar tapetes energéticos. Por enquanto, aguardam o apoio do governo para ajustar as técnicas aplicadas até 2015. Até esse período, eles almejam exibir os primeiros objetos feitos com a tecnologia.

"Ainda temos algumas dificuldades a resolver antes de uma comercialização, como o isolamento dos fios condutores e a melhoria da durabilidade do produto", explicou, à Agência France Presse, um dos funcionários do centro de tecnologia industrial da prefeitura de Fukui.

A empresa Sphelar-Power, de Kyoto, foi responsável por desenvolver as células fotovoltaicas esféricas de pouco mais de um metro.

Essa é uma tentava isolada de gerar energia solar usando tecido. Em 2012, foi divulgada a experiência de cientistas da Universidade da Pensilvânia que desenvolveram painéis solares flexíveis e portáteis, elaborados com fibra óptica. De acordo com os pesquisadores, é possível “vestir” os painéis e utilizá-los para carregar aparelhos eletrônicos.

Outro trabalho curioso foi realizado pela estudante Abbey Rachel Liebman, estudante de vestuário e ciência da fibra (FSAD) da Universidade Cornell, em Nova York, que usou fios de algodão condutores para criar uma coleção de roupas capaz de produzir energia a partir do sol. Veja mais sobre o trabalho da jovem aqui. Com informações do G1.

Redação CicloVivo

 

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.