Em julho de 2019, contamos a saga da organização holandesa The Ocean Cleanup com seu equipamento que promete limpar a “Grande Porção de Lixo do Pacífico”, zona entre o Havaí e a Califórnia (EUA) onde se concentra uma quantidade absurda de lixo plástico. Na última quarta-feira (2), o grupo afirmou, em comunicado, que sua mais recente versão, o “System 001/B”, já está capturando e coletando detritos de plástico com sucesso.

Segundo a organização sem fins lucrativos, além de coletar pedaços de detritos de plástico claramente visíveis, bem como redes fantasmas, o dispositivo conseguiu capturar também microplásticos de até um milímetro.

“Depois de iniciar essa jornada há sete anos, este primeiro ano de testes no ambiente imperdoável do alto mar indica fortemente que nossa visão é viável e que o início de nossa missão de livrar o oceano do lixo plástico, que se acumula há décadas, está ao nosso alcance”, diz Boyan Slat, fundador e CEO da The Ocean Cleanup. “Nossa equipe permaneceu firme em sua determinação em resolver imensos desafios técnicos para chegar a esse ponto. Embora ainda tenhamos muito mais trabalho a fazer, sou eternamente grato pelo comprometimento e dedicação da equipe à missão e espero continuar com a próxima fase de desenvolvimento”.

O próximo passo será buscar melhorar ainda mais o desempenho, projetando a versão System 002. O principal objetivo é criar um sistema de limpeza em larga escala capaz de suportar e reter o plástico coletado por longos períodos de tempo.

O equipamento, que usa as forças naturais do oceano para capturar e concentrar o lixo plástico, passou por um ano de testes, mas a história começa muito antes disso. Confira: Equipamento que limpa “sopa plástica” do oceano é reimplantado.

Fotos: The Ocean Cleanup | Divulgação