- Publicidade -

O designer industrial Jonathan Liow criou a Solarball, uma estrutura parecida com uma bola, que é capaz de purificar até três litros de água por dia. A matéria-prima necessária para esse processo de limpeza é apenas o calor do sol.

A água suja, colocada dentro do recipiente evapora e flui para uma câmara de coleta, enquanto todas as impurezas ficam presas em outro compartimento. Ele é simples, elegante e nos lembra que nem todas as pessoas têm acesso a água potável.

Liow é graduado em design industrial pela Universidade Monash, na Austrália, a ideia do Solarball surgiu após uma viagem ao Camboja. “Depois de visitar o Camboja em 2008, e vendo a falta imensa de produtos do cotidiano que tomamos como certo, eu estava inspirado para usar as minhas habilidades de design para ajudar os outros," disse ele.

- Publicidade -

Quando partiu para esta viagem, o estudante não tinha ideia que seria uma experiência que mudaria sua vida. Ao ver a pobreza e as más condições de vida daquele país, ele decidiu que queria construir coisas que pudessem ajudar as pessoas. Depois de ouvir sobre a necessidade de água barata e um sistema de purificação de água eficaz na África, ele criou o Solarball para seu projeto de pós-graduação.

O dispositivo é capaz de produzir três litros de água potável todos os dias através de uma operação simples. A água não potável fica em um recipiente esférico que absorve a luz solar. Após a evaporação da água, os elementos contaminantes são separados, produzindo água potável, pronta para beber.

Os usuários começam jogando água suja na Solarball. A água passa a ficar aquecida pelos raios do sol, na parte transparente da bola. A condensação é guiada até um bico através de uma calha interna, que corre em torno do seu diâmetro. O que sai é água pura e limpa e os contaminantes são deixados para trás na água não evaporada.

Liow disse que desde que se formou, um dos principais desafios do projeto foi "tornar o dispositivo mais eficiente do que outros produtos disponíveis, sem torná-lo muito complicado, caro, ou técnico". O plástico utilizado na sua construção é seguro e totalmente reciclável. O projeto levou Liow para a final do Australian Design Award-James Dyson Award, 2011. 

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -