Ração da Purina usa proteína de larvas de mosca. Foto: Louis Philippe Poitras | Unsplash

Encontrar um inseto em um pote de comida, mesmo que seja a ração do seu bichinho, é uma experiência ruim, né? Mas, com a nova ração, lançada pela Purina os insetos vão estar nas tigelas de cães e gatos como fonte de proteína alternativa, com menor impacto ambiental.

A proteína à base de insetos vem das larvas da mosca negra e se soma às proteínas vegetais da fava e milho. Os insetos para a produção da ração são criados na Holanda.

A nova linha de ração, chamada Purina Beyond Nature’s Protein (Purina Além de Proteína Natural) começou a ser vendida na Suíça em novembro de 2020 e aos poucos vai chegar a outros países da Europa.

Nos Estados Unidos, a marca  testou uma fórmula de alimentos para cães que usava proteína de grilos. O produto foi aprovado e já pode ser comprada online pelos americanos. Outras fórmulas usam proteínas animais consideradas mais sustentáveis, como uma espécie de carpa invasora.  

Imagem: Divulgação | Purina

Impacto ambiental da carne vermelha

A tendência para fontes de proteína mais sustentáveis ​​é uma alternativa à produção de carne, responsável por grandes emissões de gás metano, que tem uma capacidade de reter calor mais de 34 vezes maior que o CO2. 

De acordo com a Organização para Alimentos e Agricultura (FAO) das Nações Unidas, a pecuária contribui com 7% do total de emissões de gases de efeito estufa por fermentação entérica e esterco.

Em alguns países, como o Brasil, a pecuária também está relacionada a queimadas e desmatamentos de grandes áreas para pasto.

Proteínas mais sustentáveis

Os insetos oferecem uma alternativa mais sustentável. Eles emitem poucos gases de efeito estufa, requerem muito menos água e alimentos na criação. Para produzir 1 quilo de insetos comestíveis são necessários 1,7 quilo de ração e para 1 quilo de carne bovina o consumo de ração chega a 10 quilos, de acordo com a FAO .

Foto: Divulgação | Purina

“Estamos oferecendo uma alternativa nutritiva completa para cães e gatos, enquanto cuidamos dos recursos do planeta diversificando as fontes de proteína”, disse em um comunicado o CEO da Purina Petcare, Bernard Meunier.

A nova linha de ração usa outras fontes de proteína animal com uma mescla de proteína de frango, favas e larvas de mosca e outra mescla que usa fígado de porco, painço e frango. 

A Purina anunciou ainda uma parceria com a Reforest’Action no lançamento das novas rações: para cada pacote da nova linha vendido, uma árvore será plantada em Sumatra, em um projeto de reflorestamento na Indonésia.