As hortas estão ganhando o topo dos prédios. Em Nova Iorque, a empresa Brooklyn Grange contribui para o cultivo e distribuição de vegetais e ervas frescas ao criar verdadeiras fazendas urbanas nas coberturas dos prédios.

Cultivando em mais de 12 mil metros quadrados, a empresa comercializa alimentos produzidos localmente, o que é um desafio na metrópole mais famosa do mundo. São 36 toneladas de alimentos orgânicos produzidos durante todo o ano em três prédios, sendo dois no bairro do Brooklyn e um em Long Island City. Os produtos são vendidos para mercados, restaurantes e lojas de varejo. 

O solo de cada cultivo possui somente 25 cm de profundidade, mas é suficiente para absorver muitos litros de água pluvial por ano, aliviando os drenos da cidade. As fazendas agem como esponjas gigantes, mantendo a água armazenada, por meio do uso de placas de drenagem que retêm o excesso. 

“Nossa fazenda em Long Island City pode absorver 60 mil galões em uma única chuva, já em nossa fazenda Navy Yard essa quantidade aumenta para 100 mil galões e, por fim, em Sunset Park é capaz de absorver impressionantes 164 mil galões nos canteiros e 10 mil galões nos pátios”, garante a Brooklyn Grange. Esse trabalho contribui para evitar transbordamentos de esgoto durante tempestades, uma vez que 70% da área de NY é impermeável. 

Pimentas, berinjela, couve, acelga, cenoura, nabos, rabanetes, chicórias e ervas são alguns dos alimentos produzidos nas alturas. “Cultivamos nossos vegetais de acordo com princípios orgânicos e não usamos fertilizantes sintéticos ou químicos, inseticidas ou herbicidas”, afirma a companhia.

Mas, não são apenas os alimentos que trazem vida às coberturas. O projeto também consiste em manter mais de 40 colmeias de abelhas de mel na cidade. Como se sabe, as abelhas estão em declínio em todo o mundo, principalmente, pelo uso desenfreado de agrotóxicos e é preciso unir forças para barrar essa matança. 

O Brooklyn Grange ainda organiza eventos e programas educacionais, entre eles aulas de yoga e visitas monitoradas às fazendas urbanas. A empresa reconhece a importância e dependência dos agricultores rurais e ressalta as oportunidades nas cidades “Fazendas nos telhados têm o potencial de melhorar a ecologia urbana, melhorar a qualidade de vida, criar empregos, aumentar o acesso a alimentos saudáveis ​​e fornecer educação ambiental e agrícola àqueles que vivem e amam a cidade”.