Ativistas alemães ficam nus em protesto contra uso de casacos de pele

Um grupo de ativistas de Berlim, capital da Alemanha, não teve medo de encarar a neve e tirou as roupas em protesto contra o uso de casacos de pele. A ação não foi isolada, outras manifestações contra a Fashion Week ocorreram na cidade na última semana.

Eles afirmaram às agencias internacionais que são contra os modelos desfilarem com casacos e roupas de pele de animais durante a semana de moda. Os ativistas esconderam partes do corpo com o próprio cartaz.

A faixa continha imagens de animais enjaulados e a seguinte frase: “Eu prefiro ficar pelado a usar casaco de pele”. Os ativistas são da ONG Deutsches Tierschutzbuero. A organização afirma que sua preocupação é dar voz e lutar pelos direitos dos animais.

“No mundo da moda milhões de animais morrem todos os anos. Alguns são especialmente criados e depois de apenas alguns meses de vida, definham em condições miseráveis, gazeados ou mortos por eletricidade. Outros são capturados em armadilhas e sofrem por horas ou dias, até que o caçador chega e eles são redimidos”, afirma a Organização em seu site.

As pessoas que passavam pelo local ficaram impressionados com o fato do ativistas ficarem nus, mesmo com o frio, para chamar atenção de um questão importante na sociedade. “Temos recebido elogios incríveis”, afirmou o porta-voz da ONG, Stefan Klippenstein. “Mais uma vez eles mostram que a maioria da população é contra o uso de peles reais”, completou.

Redação CicloVivo