O Centro de Controle de Zoonoses de Brasília (CCZ-DF) poderá sacrificar 30 gatos saudáveis nesta terça-feira (22).  Para justificar o ato cruel, o órgão alega que as pessoas não têm interesse em adotar os animais abandonados, que não apresentam nenhum problema de saúde.

O CCZ-DF afirma que não tem mais condições para comportar os bichos em suas dependências. O órgão ainda diz que sua função não é abrigar os animais abandonados e nem ser um centro de resgate e tratamento que encaminhe cães e gatos para adoção, limitando-se apenas a cuidar das zoonoses.

Mesmo sabendo da falta de espaço para abrigar os bichos, o CCZ-DF não promoveu nenhuma campanha de adoção de animais domésticos recentemente. A última mobilização ocorreu em julho do ano passado, quando o órgão se uniu a entidades de proteção aos animais e realizou um mutirão de adoção de cães e gatos no Distrito Federal.

No entanto, os cidadãos que puderem adotar os bichinhos devem comparecer ao CCZ de Brasília, que fica no Setor de Áreas Isoladas Norte (SAIN), na Estrada Contorno do Bosque, Lote 4, próximo ao Hospital do Câncer Infantil.

Todos os animais disponíveis para adoção são saudáveis, já vêm vacinados contra a raiva e podem ser adotados apenas por adultos com o RG em mãos. Ao resgatar o bicho alojado no CCZ-DF, o novo dono receberá instruções sobre saúde e posse responsável, para que o animal não seja abandonado novamente.

Para muitas pessoas, os bichos de estimação são ótimas companhias: eles trocam afeto com seus donos, protegem as casas e se apegam fácil, mas nem todo mundo é capaz de criá-los: só em Brasília, onde atua o órgão de combate às zoonoses, cerca de 20 mil cães e gatos estão abandonados nas ruas, segundo dados apurados pelo próprio CCZ-DF. Com informações do Câmara em Pauta.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.