doação de alimentos
Foto: Ufersa

Trocar um quilo de alimento por uma planta. Esta foi a forma que uma universidade no Rio Grande do Norte encontrou para ajudar a população carente a enfrentar este período crítico da pandemia. A iniciativa tem dado certo: em menos de 15 dias foram arrecadados mais de 3,5 toneladas de alimentos.

A chamada Campanha Coleta Solidária é promovida pelo setor de mudas da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), cuja reitoria está localizada em Mossoró, no estado do Rio Grande do Norte.

O agrônomo Giorgio Mendes, idealizador da iniciativa, percorre os bairros de Mossoró em uma van repleta de mudas frutíferas e nativas. Os moradores que quiserem pegar uma plantinha devem oferecer ao menos um quilo de alimento não perecível em troca.

Além de estimular a solidariedade comunitária, a medida ainda ajudará a arborizar a cidade.

Fome na pandemia

A pandemia agravou a fome entre os brasileiros. Uma pesquisa recente apontou que mais da metade da população convive hoje com a insegurança alimentar. O objetivo da Campanha Coleta Solidária é justamente ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade social.

“Até o momento a campanha já arrecadou e entregou mais de 3,5 toneladas de alimentos, o que corresponde à assistência a cerca de 350 famílias e sabendo que em media cada família é composta por 05 pessoas, perfaz um total de 1.750 pessoas beneficiadas com a ação”, contabiliza Mendes. 

A campanha teve início no último dia 13 de abril e não tem prazo para terminar. “Iremos coletar até onde for possível: nas residências, empresas, condomínios. Onde a gente puder alcançar nós iremos, porque quem tem fome tem pressa e esse é o momento para ajudar a quem realmente precisa”, conclui Mendes.

Veja como ajudar na doação de alimentos:

Como ajudar a combater a fome no Brasil?

Pontos de vacinação arrecadam alimentos em SP

Campanha para comprar cestas básicas para catadores