A prefeitura de São Paulo estuda levar para a cidade uma iniciativa que tem auxiliado os catadores de recicláveis de Pernambuco. Apelidada de Projeto Relix, a ação doa bicicletas coletoras que substituem as carroças usadas pelos catadores.

Conforme informado por Eduardo Suplicy, secretário de Direitos Humanos da capital paulista, o prefeito, Fernando Haddad tem discutido a proposta e buscado formas de implantar o projeto também na cidade de São Paulo.

Em sua página no Facebook, Suplicy publicou uma foto em que está reunido com o prefeito e com Lina Rosa Vieira, responsável pela criação do programa aplicado em Recife. Segundo ele, Haddad já conseguiu o apoio do Serviço Social da Indústria (Sesi) para disponibilizar a Ciclolix, bicicletas adaptadas, aos catadores de São Paulo.

Em Pernambuco o sistema já funciona através da parceria entre a Prefeitura e o Sesi e entregou cem bicicletas aos coletores de Recife. As Ciclolix possuem diversas facilidades que melhoram a eficiência da coleta e também a quantidade de materiais que podem ser transportados por cada catador.

A bicicleta é capaz de transportar até 500 quilos de materiais recicláveis. O seu espaço para armazenamento possui divisórias, para que os resíduos sejam dispostos separadamente. Além disso, as bikes são equipadas com amassador de latinhas, espelhos laterais, sinalizadores e é totalmente adaptada para oferecer mais segurança e rapidez aos catadores.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.