Allan Gomes, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), liderou um projeto acadêmico para redesenhar embalagens de um dos produtos mais populares na nossa rotina de higiene: a pasta de dentes. O resultado foi um produto mais sustentável e fácil de manusear, transportar e expor.

Pelo projeto, ele foi premiado com o BEYONDPLASTIC Awards de 2020, prêmio mundial de design que reconhece ideias que eliminam o plástico de uso único, embalagens desnecessárias e soluções inovadoras e elegantes para um mundo com menos resíduos e gases do efeito estufa.

“O prêmio é dirigido a estudantes, designers, engenheiros, inventores, pesquisadores, inventores e artistas – todas as pessoas que desenvolvem novas ideias, conceitos, prototipos e soluções para eliminar embalagens e plásticos de uso único”, explica Ulrich Krzyminski, idealizador do prêmio e fundador do site e projeto beyondplastic.net.

Criação brasileira

A primeira medida de Allan foi eliminar a caixa de papelão que envolve os tubos. Com isso evita-se o desperdício de material e de recursos naturais usados para a sua produção. Ao invés de um tubo dentro de uma caixa, a proposta é que seja apenas um tubo durável que pode ser transportado sem o risco de romper no transporte ou prejudicar o conteúdo.

As cores também foram repensadas para evitar o uso de tintas que muitas vezes são nocivas ao meio ambiente por usarem corantes tóxicos em sua formulação. O visual apresentado está de acordo com a proposta, fazendo referência a elementos mais naturais.

Sustentável e biodegradável

Allan deu o nome de Coolpaste ao produto, cujo desenvolvimento teve como base o design do creme dental da Colgate. Além de ser reciclável, a embalagem do creme dental é também biodegradável. Uma solução para questões logísticas e ambientais de marcas comerciais que estão hoje no mercado.

Nas prateleiras de supermercados e farmácias, a sugestão é que os tubos de Coolpaste sejam penduradas por um furo que faz parte do projeto da embalagem, garantindo a facilidade para que os consumidores e comerciantes manipulem o produto.